nabocadanoite.com.br
Seja bem vindo
RN alcança 50% de jovens com duas doses contra a covid

A vacinação contra a Covid-19 entre os adolescentes de 12 a 17 anos no Rio Grande do Norte alcançou metade do grupo com as duas doses do imunizante.

São pouco mais de 159 mil jovens potiguares que completaram seu esquema de proteção, de acordo com a plataforma RN+ Vacina. No total, mais de 419 mil doses já foram aplicadas, chegando a 81% do público-alvo, que é de aproximadamente 318 mil pessoas nos 167 municípios.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta, no entanto, para o quantitativo de doses em atraso, que passa dos 47 mil adolescentes. “Cada vez mais a campanha de imunização avança e é importante ir alcançando esses patamares de imunização. Porém, não podemos perder de vista a necessidade de tomar a segunda dose. A vacinação é uma estratégia de proteção coletiva, precisa que todos façam sua parte”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

O quantitativo de 50% dos jovens com duas doses foi alcançado após cinco meses de campanha. A vacinação iniciou-se, com intercorrências e poucas doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, pelas adolescentes grávidas, passando aos jovens com comorbidades ou deficiência permanente, para depois ser liberada para todos entre 12 e 17 anos.

ADULTOS – Entre os moradores do RN acima dos 18 anos, a cobertura de vacinação contra a Covid-19 já chegou a 91% com a primeira dose e 83% com a segunda dose. A dose de reforço, que está liberada apenas para os adultos, ultrapassou os 21% do público-alvo no início deste mês.

Ao olhar para a população geral, os percentuais de aplicação das vacinas no estado estão em 84% para a primeira dose e 75% para as duas doses.

CRIANÇAS – A Sesap aguarda a sinalização do Ministério da Saúde com relação ao envio das doses para o público das crianças entre 5 e 11 anos. A Comissão Comissões Intergestores Bipartite, que reúne a representação da Sesap e dos municípios, aprovou de forma unânime que a vacinação de crianças contra a Covid-19 no RN não terá exigência de laudo médico e/ou autorização de pediatra.

A logística para a operação da vacina nas crianças será a mesma mantida pela Sesap, em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), desde o início da campanha, há cerca de um ano, com a distribuição das doses em menos de 24h após a chegada do carregamento ao Estado.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Nova gestão da UERN faz balanço dos 100 primeiros dias de trabalho

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) completou nesta quinta-feira, 6/1, os 100 primeiros dias da Gestão 2021/2025, que tem à frente a reitora Cicília Maia e o vice-reitor Chico Dantas.

Para marcar a data, uma solenidade foi realizada contando com a presença dos segmentos estudantil (DCE), docente (Aduern), técnico (Sintauern), além do Fórum de Chefes de Departamento, Fórum de Diretores e equipe da Gestão.

De acordo com a gestão, nesse período muitas ações foram realizadas, destacando-se a conquista histórica da Autonomia Financeira da UERN, além do fim da lista tríplice.

Durante a solenidade foi lançada a Plataforma 21/25, que reúne os eixos e compromissos da Gestão, conforme a Carta-programa.

Em sua fala, a reitora Cicília Maia agradeceu a presença dos representantes dos segmentos docente, discente, técnico e da sociedade. Cicília reforçou que todas as conquistas da Uern são fruto de esforços coletivos, inclusive das gestões passadas.

“O mérito é nosso, uma soma de esforços. Temos que aproveitar essa janela de oportunidades e mostrar ao povo potiguar o quanto a Uern é imprescindível para nosso Estado”, afirmou Cicília Maia convocando todas a se unirem em torno da mobilização pela aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos servidores.

Algumas das ações realizadas nesses 100 dias:

# Conquista da Autonomia Financeira;

#  Autorização, junto ao Poder Executivo, para a realização de concurso público;

#  Fim da lista tríplice;

#  Institucionalização da equidade de gênero nos cargos de chefe/sub-chefe de Gabinete, pró-reitores titulares/adjuntos, diretores e assessorias vinculadas à Reitoria, com no mínimo 50% deles sendo ocupados por mulheres;

#  Gestão descentralizada e itinerante, por meio de uma agenda sistemática de visitas às Unidades Acadêmicas;

#  Articulação direta com prefeituras e secretarias de Estado para realização de convênios e parcerias;

#  Ações em combate à Covid-19;

#  Ações junto à comunidade por meio das iniciativas: Uern no parque, Viva Uern Rio Branco, Caravana Natalina, Meu Melhor Natal;

#  Aumento em 70% do programa de moradia universitária;

#  Implantação do auxílio creche – inicialmente 100 auxílios;

#  Programa permanente de inclusão digital;

#  Aprovação do regimento geral;

#  Inclusão de datas referentes aos direitos humanos no calendário acadêmico: “Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra” (20 de novembro), “Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher” (25 de novembro) e “Dia Internacional das Pessoas com Deficiência” (3 de dezembro);

#  Biblioteca digital;

#  Modernização da frota de veículos;

#  Modernização da infraestrutura tecnológica.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Infecções por covid no mundo aumentaram 70% na semana passada

As infecções no mundo pelo coronavírus aumentaram na semana passada 70%, índice inédito, e as mortes baixaram 10%, mostra boletim epidemiológico semanal da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Entre 27 de dezembro e 2 de janeiro houve no mundo 9,5 milhões de contágios confirmados, número que quase duplica os recordes semanais anteriores, e 41 mil mortes. É a quarta semana consecutiva de diminuição de óbitos.

A Europa, que voltou a ser o epicentro da pandemia de covid-19 devido à variante Ômicron do SARS-CoV-2, mais transmissível, concentrou mais da metade dos casos (5,3 milhões) e mortes (22 mil) mundiais.

Segundo o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, “o maior número de casos notificados até agora ocorreu na semana passada” e, ainda assim, pode estar subestimado.

O aumento de novos casos foi da ordem de 100% na América e de 65% na Europa. As mortes por covid-19 baixaram 18% e 6% nas duas regiões, respectivamente.

Se for mantido o ritmo de contágios na Europa, que totaliza 103 milhões de infecções desde o início da pandemia, em 2020, o continente superará a América (104 milhões) em número de casos confirmados.

De acordo com a OMS, as mortes diminuíram na semana passada 7% no sul da Ásia, mas os novos contágios aumentaram 78%.

Na África, onde foi detectada inicialmente a variante Ômicron, as infecções subiram apenas 7%, o menor percentual, mas as mortes cresceram 22%.

Nesse continente, a maioria da população continua sem se vacinar – as vacinas contra covid-19 em circulação previnem a doença grave e a morte, mas não evitam a infecção e transmissão do vírus.

O boletim da OMS mostra ainda que foram administradas mais de 9,3 mil milhões de doses de vacinas contra covid-19, que permitiram imunizar 59% da população mundial com pelo menos uma dose. Nos países mais pobres, a maioria na África, esse índice baixa para 8,8%.

O relatório semanal não registra dados sobre a presença das diferentes variantes do coronavírus nas novas infecções, mas em vários países, a Ômicron já é dominante.

A covid-19 provocou mais de 5,4 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19,05 mil pessoas e foram contabilizados 1,53 milhão de casos de infecção, de acordo com dados atualizados da Direção-Geral de Saúde.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado há dois anos em Wuhan, cidade do centro da China, e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

Atualmente, segundo a classificação da OMS, existem cinco variantes de preocupação do SARS-CoV-2, sendo que a Ômicron, mais recente, é a mais contagiosa.

Apesar de sua elevada capacidade de transmissão, essa variante é menos maligna quando comparada com a antecessora Delta. Na maioria dos casos, tem se revelado assintomática ou provocado sintomas ligeiros.

O diretor-geral da OMS alertou para o risco de se desvalorizar a Ômicron, afirmando que embora a variante se mostre menos grave, especialmente entre as pessoas vacinadas, “isso não significa que possa ser classificada como ligeira”. (Agência Brasil)

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Veja os municípios do RN que mais perderam doses da vacina contra a covid

Cidades do Rio Grande do Norte perderam quase 40 mil doses da vacina contra a covid. De acordo com levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap/RN), por meio do Programa Estadual de Imunizações, foram desperdiçadas exatas 39.515 doses da Pfizer.

De acordo com as prefeituras, as perdas se deram em face da baixa procura do imunizante. Diante dessa situação, a Sesap sugeriu aos municípios mudança nas estratégias, inclusive com a instituição de vacinação volante. A secretaria lançou nota técnica sobre o assunto.

O líder em perdas é o município de Natal, com quase 22 mil doses, seguida por Mossoró, com mais de 5 mil, e Touros, com 1.290. Veja abaixo a lista com as 10 prefeituras que mais perderam doses:

 

  1. Natal – 21.900 doses
  2. Mossoró – 5.274
  3. Touros – 1.290
  4. Parnamirim – 1.185
  5. Maxaranguape – 1.140
  6. Currais Novos – 720
  7. Arês – 651
  8. Poço Branco – 622
  9. Riachuelo – 534
  10. Lagoa Nova – 552

 

Nota técnica da Sesap:

 

“O Programa Estadual de Imunizações informa que foi realizado levantamento em todo o Estado a respeito da perda das doses de Pfizer que no dia 26/12 completaram a data de vencimento por conservação (31 dias após o descongelamento), mas que não foram utilizadas na população. Dos 167 municípios consultados, obteve-se resposta de 151 municípios, sendo por eles informado a perda total de 39.515 doses da vacina, onde as maiores perdas aconteceram nos municípios em Natal (21.900 doses) e Mossoró (5.274 doses).

Reiteramos que as estratégias de vacinação e gerenciamento do imunobiológico após a entrega

nos municípios é de responsabilidade da esfera municipal conforme as diretrizes do Programa Nacional de Imunizações.

A SESAP através do Programa Estadual de imunizações e das URSAPs tem discutido junto aos municípios a criação e potencialização de estratégias para intensificar as ações de vacinação e reduzir as doses em atraso. Ações como a vacinação extramuro em locais com grande movimentação, Projeto Acelera Vacina e redução de intervalo entre as doses para otimizar os imunobiológicos e evitar possíveis perdas de vacina são alguns dos exemplos de estratégias criadas com o apoio da SESAP para resolver a problemática da perda de doses”.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Grossos também cancela realização do carnaval desse ano

A prefeitura de Grossos não vai realizar o carnaval desse ano. A confirmação foi feita na noite desta quinta-feira, 6/1, pela prefeita da cidade, Cinthia Sonale, durante entrevista ao radialista Ugmar Nogueira, no programa Boca da Noite, da FM 98.7 (Rádio Cidadania/Mossoró).

A chefe do Executivo grossense justificou o cancelamento da festa com o atual cenário epidemiológico do Rio Grande do Norte, marcado pela pandemia da covid, chegada da variante ômicron e surto de gripe influenza.

Grossos é a quinta cidade potiguar a anunciar o cancelamento dos festejos carnavalescos. A primeira foi Tibau. Em seguida, Apodi também o fez. Mais recentemente, Mossoró e Alexandria. Em todos os casos, a pandemia é a justificativa para o cancelamento.

Foto: Dário de Grossos

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Primeira-dama de município do interior do RN morre em acidente

A primeira-dama da cidade de Equador, Késia Cristina, morreu na tarde desta quinta-feira, 6/1, vítima de acidente automobilístico ocorrido na BR 226, entre as cidades de Elói de Sousa e Bom Jesus. Késia teve múltiplas fraturas pelo corpo e não resistiu aos ferimentos, falecendo após uma parada cardíaca.

Outras duas pessoas estavam no veículo: a mãe de Késia e uma amiga. A mãe da primeira-dama sofreu apenas escoriações, e já teve alta. A terceira ocupante do veículo, uma professora amiga de Késia Cristina, quebrou uma costela e perfurou o pulmão. Ela foi cirurgiada, e encontra-se internada.

A prefeitura de Equador divulgou nota de pesar, lamentando a morte da primeira-dama Késia Cristina.

 

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com