nabocadanoite.com.br
Seja bem vindo
Problema em bomba de adutora deixa 6 cidades sem água

As cidades de Campo Grande, Triunfo Potiguar, Messias Targino, Janduís, Patu, Paraú e a serra de João do Vale estão com o abastecimento suspenso nesta sexta-feira (14). A parada foi provocada por um problema eletromecânico em bomba de captação da Adutora Médio Oeste.

A previsão é que o conserto seja concluído na tarde deste sábado (15), com a retomada imediata do funcionamento do sistema. Para que o fornecimento esteja completamente normalizado, é necessário aguardar um prazo de até 48 horas a partir da retomada.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Duas cidades do RN terão abastecimento d´água suspenso amanhã

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza nesta terça-feira (11), manutenção em equipamentos do sistema adutor Jerônimo Rosado. A partir das 6h da manhã, o serviço será iniciado e o envio de água para Mossoró e Assú será suspenso. A adutora reforça o abastecimento de parte de Mossoró e a totalidade de Assú.

Os bairros mais afetados em Mossoró são: Dom Jaime Câmara, Costa e Silva, Sumaré, Liberdade I e II, Planalto 13 de Maio, Ilha de Santa Luzia, Centro, Paredões, Bom Jardim, parte do Santo Antônio, Abolição III e IV, Nova Betânia e Santa Delmira.

A previsão é que o serviço seja concluído durante à noite da terça-feira (11), quando o sistema será religado. Após o funcionamento do mesmo são necessárias 48 horas para normalização.

ASSÚ – Em Assú, a religação está prevista para ocorrer durante a tarde de terça-feira (11). Após religar são necessárias 48 horas para normalização.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Veja dá dicas para facilitar a economia de água durante o verão

Com a chegada do verão, o período de dezembro a fevereiro é marcado pelo aumento no consumo de água. As férias escolares e o turismo nas cidades litorâneas fazem elevar essa média. Em períodos normais, a média de consumo diário equivale a aproximadamente 150 litros por habitante/dia (incluindo o consumo em atividades pertinentes a cidade, como irrigação, escolas, restaurantes, hospitais, etc). O calor aumenta de 10% a 15% na quantidade de litros utilizada pela população.

Nesse período, mais do que nunca, é preciso estar atento ao consumo consciente. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) sempre tem investido em educação ambiental, incentivando o consumidor a fazer uso da água de maneira mais racional, evitando o desperdício e garantindo que a distribuição de água possa chegar a mais pessoas, pois água é um bem vital e finito.

As atividades que mais desperdiçam água são as de rotina, como deixar a descarga vazando, não usar ou deixar de fazer a manutenção da boia na caixa d’água, deixar a mangueira ligada durante toda a noite e usar a força da água da mangueira para “varrer” a calçada ao invés de usar a vassoura. Mesmo com a previsão de boas chuvas para o início deste ano, os cuidados ainda devem ser constantes, de maneira a prolongar a água disponível.

COMO ECONOMIZAR

Escovar os dentes com a torneira aberta consome 80 litros de água. Uma mangueira ligada por meia hora consome 560 litros de água. Banhos longos ou deixar crianças brincando com a água corrente, por sua vez, podem consumir até 180 litros de água. Essas são tarefas diárias que podem acarretar os desperdícios, uma vez que tornam o gasto muito maior do que o necessário, principalmente em condomínios, onde o consumo é maior devido à pressão da água.

Confira algumas dicas de economia de água:

Diminua o tempo do banho.

Não deixe as torneiras abertas.

Economize água nas tarefas domésticas.

Preste atenção em pequenos vazamentos, não deixe torneiras pingando.

Use a vassoura, e não a mangueira, para varrer a calçada.

Escove os dentes, faça a barba ou ensaboe o rosto com a torneira fechada.

Quando lavar e enxaguar a louça ou roupa, utilizar apenas a água necessária.

Use balde para lavar o carro, em vez da mangueira.

Regue as plantas de manhã cedo ou cair da noite. Quando o sol está alto e forte, grande parte da água perde-se por evaporação.

Se possível instale uma válvula para regular a quantidade de água liberada no vaso sanitário.

No caso de descarga automática, evitar o acionamento demorado. A Caixa acoplada é mais econômica.

Quando hospedado em um hotel, evite solicitar a troca diária de toalha e lençóis, evitando o consumo desnecessário de água e energia para lavá-los.

Ao lavar roupas, use a máquina apenas quando estiver bem cheia. Nas máquinas mais novas é possível regular o nível da água de acordo com a quantidade roupa.

Feche o chuveiro ao ensaboar o corpo durante o banho.

A água de cozimento dos vegetais, depois que esfria, pode ser usada para uma sopa ou novos cozimentos ou até mesmo para regar plantas e jardins.

Trate a água da piscina para não precisar trocá-la com frequência. Outra dica é cobrir a piscina com lona quando fora uso para evitar a evaporação.

Coloque sistemas de controle de fluxo de água (aeradores) no bico das torneiras.

Reaproveite a água da máquina de lavar roupas para outras atividades.

Observe sempre o funcionamento da boia da caixa d’água. Boia com defeito é água perdida pelo extravasor (ladrão).

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Mossoró tem 5 bairros sem água por causa de problema elétrico em poço

Os bairros Bela Vista, condomínios Alpha Ville e Sun Ville, e os loteamentos Campos do Conde e Bela Vista, em Mossoró, estão sem abastecimento de água nesta terça-feira, 28/12, por causa de uma parada do poço P-28, motivado por oscilações elétricas.

A concessionária de energia elétrica já foi acionada, para religar o sistema que foi desligado para ajustes técnicos no equipamento avariado pelas oscilações. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) aguarda o restabelecimento do fornecimento elétrico, para que o poço seja reativado.

Após a retomada do abastecimento, com o poço novamente funcionando, a previsão é que todas as áreas estejam com o fornecimento normalizado em até 48 horas.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Parada de poço afeta abastecimento de Grossos

A cidade de Grossos, no Oeste potiguar, está sem abastecimento de água nesta segunda-feira, 27/12. O motivo da interrupção no fornecimento é uma parada no Poço 3, que abastece a zona urbana do município, ocorrido nesse domingo (26/12), por causa de problemas elétricos internos.

Equipe já estão providenciando o conserto e a previsão é que o serviço seja concluído até esta terça-feira (28). No entanto, para que o abastecimento esteja completamente normalizado, será necessário aguardar um prazo de até 48 horas, após a religação do sistema.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Veja em quais municípios do RN choveu

As chuvas deste domingo, 26/12, atingiram 94 municípios potiguares, segundo dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). O Oeste foi a região com maior número de cidades com precipitações, 33 no total.

De acordo com a Emparn, o maior volume de chuvas foi registrado em José da Penha, no Alto Oeste Potiguar, com 74,4 mm. Em Luís Gomes, também no Alto Oeste, os pluviômetros marcaram 67,6 mm.

Outro município da região Oeste que também registrou mais de 50 mm de precipitação, foi Almino Afonso, com 51,4 mm.

Também houve registro de chuvas nas regiões Agreste, Central e Leste.

No agreste, Sítio Novo registrou 30,4 mm; na região Central o maior volume foi registrado em Ipueira, que teve 46,6 mm; e no Leste Potiguar, Macaíba teve chuva de 24,2 mm.

Em Mossoró a chuva começou no fim da noite de domingo e se estendeu pela madrugada desta segunda-feira, 27/12. Foram 39 mm. Veja os municípios do Oeste que tiveram precipitações

 

Chuvas na região Oeste

José da Penha – 74,4 mm

Luís Gomes – 67,6 mm

Almino Afonso – 51,4 mm

João Dias – 49,7 mm

Rafael Fernandes – 44,5 mm

Martins – 42,8 mm

Encanto – 41 mm

Severiano Melo – 40 mm

Mossoró – 39 mm

Coronel João Pessoa – 34,4 mm

Antônio Martins – 32,2 mm

Jucurutu – 31,2 mm

Taboleiro Grande – 30,8 mm

Venha-Ver – 30,8 mm

Itaú – 29,6 mm

Patu – 29 mm

Felipe Guerra – 28,2 mm

Porto do Mangue – 27,8 mm

Serra do Mel – 27,4 mm

Umarizal – 25,4 mm

Alexandria – 22,6 mm

Grossos – 22,6 mm

Umarizal – 20 mm

Olho d’Água do Borges – 19,4 mm

Paraú – 19,4 mm

Francisco Dantas – 17 mm

Caraúbas – 13 mm

Alto do Rodrigues – 10,2 mm

Pendências – 10,2 mm

Itajá – 10 mm

Baraúna – 6,6 mm

Carnaubais – 6 mm

Portalegre – 0,2 mm

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Armando Ribeiro Gonçalves acumula 47% da sua capacidade total

As reservas hídricas superficiais totais do RN, atualmente, acumulam 1.683.685.319 m³, correspondentes a 38,47% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta sexta-feira (17), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN, atualmente, acumulam 1.683.685.319 m³, correspondentes a 38,47% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo dia de dezembro de 2020, as reservas hídricas potiguares somavam 2.005.058.776 m³, percentualmente, 45,81% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.093.364.627 m³, correspondentes a 46,07% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de 2020, o manancial estava com 1.290.865.183 m³, equivalentes a 54,40% da sua capacidade total.

Segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 214.042.890 m³, equivalentes a 35,69% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. Em meados de dezembro de 2020, o manancial estava com 175.096.010 m³, percentualmente, 29,20% da sua capacidade total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 167.529.369 m³, correspondentes a 57,21% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 219.996.145 m³, equivalentes a 75,13% da sua capacidade total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 70% da sua capacidade, são: o açude Flechas, localizado em José da Penha, com 71,89%, o açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 73,5%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 74,84% e o açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, que está com 74%.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 19.136.639 m³, correspondentes a 34,89% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 12.823.178 m³, equivalentes a 23,38% da sua capacidade total.

A barragem Poço Branco, localizada em Poço Branco, acumula 14.635.512 m³, correspondentes a 10,76% da sua capacidade total, que é de 136.000.000 m³. No mesmo período de dezembro de 2020, o manancial estava com 25.868.407 m³, percentualmente, 19,02% da sua capacidade total.

O açude Dourado, localizado em Currais Novos, acumula 1.162.525 m³, equivalentes a 11,26% da sua capacidade total, que é de 10.321.600 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 5.809.010 m³, correspondentes a 56,28% da sua capacidade total.

Os mananciais monitorados pelo Igarn que estão em nível de alerta, com volumes inferiores a 10% da sua capacidade, atualmente são 9: Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, com 8,73%; Tourão, localizado em Patu, com 4,92%; o Caldeirão de Parelhas, localizado em Parelhas, com 5,62%; o açude público de Cruzeta, com 2,27%; o açude Itans, localizado em Caicó, com 0,94%; o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 1,2%, Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,05%; Japi, localizado em São José do Campestre, com 8,28% e Santa Cruz do Trairi, com 5,87% da sua capacidade.

Os açudes monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará.

LAGOAS – A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 8.588.017 m³, correspondentes a 77,93% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 38.481.221 m³, percentualmente, 45,67% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 8.810.393 m³, correspondentes a 79,55% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Iniciado serviço de ampliação da rede de abastecimento de Olho D´Água do Borges

O Governo do Estado iniciou trabalho de ampliação da rede abastecimento de água da cidade de Olho D´Água do Borges. O início da obra atende a um pleito feito pelo deputado estadual Francisco do PT feito ao Executivo potiguar. Com o serviço, mais domicílios serão atendidos pela oferta de água.

A demanda foi apresentada a Francisco do PT pelo vereador João Ramalho (PT) da cidade que está sendo beneficiada.

A ação reforça o trabalho de Francisco do PT na questão hídrica. O parlamentar tem atuação destacada nesse setor, sendo reconhecido como “o deputado das águas”.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Nove bairros de Mossoró estão com abastecimento de água suspenso

Os bairros Abolição III, IV e V, Santa Delmira I e II, Pousada das Thermas, parte do Santo Antônio, Santa Julia e área do Quintas do Lago estão com abastecimento suspenso.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está fazendo manutenção no poço 19, que apresentou problema mecânico no conjunto motobomba, provocando a suspensão do abastecimento nessas áreas.

A previsão é religar o sistema na quarta-feira (27/10) até o meio-dia. Após o retorno do abastecimento são necessárias 48 horas para normalização. A Caern fará o reforço das áreas afetadas com a adutora Jerônimo Rosado.

 

Câmara obtém garantia de mais água e esgoto para Mossoró

Audiência pública na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (21), obteve compromisso de melhoria no abastecimento de água e saneamento básico na cidade. Em resposta a cobranças de vereadores e entidades, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) anunciou investimentos em poços, adutoras e esgotamento sanitário.

O diretor-presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares, confirmou perfuração de dois novos poços, nos bairros Rincão e Aeroporto, e início de operação de poço no bairro Sumaré. Também anunciou esgotamento sanitário para a zona leste da cidade (Alto São Manoel, Liberdade, Planalto 13 de Maio, Ulrick Graff).

Em relação a adutoras, o superintendente de Empreendimentos da Companhia, Fábio Nyélithon Siqueira, assegurou início de licitação, até o final deste mês, relativa à adutora de Santa Cruz.

Segundo ele, o sistema trará a Mossoró água de poços no sítio Carrasco, localizado entre Apodi e Felipe Guerra. Siqueira acrescentou futuro aumento de 30% da vazão na adutora Jerônimo Rosado, que abastece 22% da cidade via Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Itajá.

Reivindicações – Proposta pelo presidente Lawrence Amorim (solidariedade), a audiência reuniu diversos segmentos sociais. Conseguiu da Caern garantia de investimento de R$ 20 milhões em Mossoró, este ano.

Cobrou a companhia quanto ao descumprimento de metas contratuais: universalização do abastecimento até 2011 e do esgotamento até 2015.
Recomendou que a Caern não faça aos empreendimentos e aos cidadãos de Mossoró qualquer exigência não prevista na lei e no contrato de concessão com o município.

Presentes à reunião, representantes da construção civil relataram imposição a empresas da compra de bombas, hidrômetros e outros insumos como condicionantes à água para novos empreendimentos imobiliários.

Vereadores e vereadoras acresceram reclamações de bairros e comunidades rurais quanto à ineficiência no abastecimento; lideranças comunitárias reforçaram pleitos por soluções; demais participantes apresentaram outras necessidades.

“As demandas pendentes serão oficiadas em documento da Câmara à Caern. Muito positiva a audiência pública. Agradeço a todos e a todas pela contribuição”, diz Lawrence Amorim.