nabocadanoite.com.br
Seja bem vindo
Livro sobre Valdetário Carneiro é relançado em forma de e-book

Publicado originalmente no final de 2013, o livro “Valdetário Carneiro: A essência da bala” ganhou uma nova edição quase nove anos depois, disponível para compra a partir desta segunda-feira (15). Dessa vez em formato exclusivamente digital, a história do assaltante de bancos potiguar, que foi escrita pelos jornalistas Paulo Nascimento e Rafael Barbosa, traz novos elementos. Entre as novidades estão a capa feita pelo ilustrador paraibano Shiko e um prefácio do jornalista e escritor Xico Sá. A coordenação editorial é de Alice Pavan Sabino.

O e-book custa R$ 24,99 e pode ser adquirido no site da Amazon (clique aqui e confira). O livro está disponível para os dispositivos Kindle e também pode ser lido no computador ou celular, com o aplicativo de leitura da Amazon.

A edição mantém o texto original, após ganhar uma releitura feita pelos próprios autores, que também escreveram um epílogo com desdobramentos relacionados a Valdetário, à família Carneiro e à própria publicação do livro.

Lançado pela extinta editora Tribo em 2013, “Valdetário Carneiro: A essência da bala” vendeu duas mil cópias em pouco menos de um ano. Hoje o livro é uma raridade encontrada esporadicamente em alguns sebos.

Desde que acabaram os últimos exemplares da primeira publicação, os autores foram procurados por diversas pessoas interessadas em adquirir o título, mas não o encontravam. A nova edição chega para suprir também essa lacuna.

Filme – A história será transportada também para as telas. Um documentário sobre a vida de Valdetário, baseado no livro de Rafael e Paulo, está sendo produzido sob a direção de Tereza Duarte. O material audiovisual deve sair em breve.

Mossoró ganha nova Central do Cidadão

Em agenda pela região Oeste do Estado, a governadora Fátima Bezerra inaugurou nesta sexta-feira (01) mais uma unidade da Central do Cidadão no município de Mossoró. Mais de R$ 570 mil foram investidos pelo Governo do RN na reforma, por meio do Projeto Governo Cidadão, com recursos provenientes do acordo de empréstimo com o Banco Mundial e apoio da Secretaria de Estado da Administração (Sead).

Durante a solenidade, a governadora destacou: “esta é mais uma ação com foco na melhoria da vida da população do interior, promovendo a prestação de serviços importantes às comunidades. Como, por exemplo, permitindo que cidadãos e cidadãs tenham acesso a um documento, algo essencial para quem busca dignidade, que parece simples, mas nem sempre foi acessível a todos.” Com a unidade de Mossoró já estão funcionando 19 centrais, nesta gestão estadual. Outras duas (Macaíba e Rodoviária de Natal), estão prestes a serem entregues. Ao final da ação, serão 22 novas Centrais do Cidadão, sendo 16 construídas e outras seis reformadas. A unidade de Parelhas foi entregue na gestão passada.

“Ao entregar à Central do Cidadão ao povo de Mossoró, estamos criando condições para a população exercer seus direitos. Um trabalho conjunto das pastas com foco na dignidade do povo potiguar”, destacou o secretário de Infraestrutura, Gustavo Coelho, que também responde pelo Projeto Governo Cidadão.

Considerada de médio porte, com 524,62m² de área construída, a unidade fica situada na Rodoviária de Mossoró, e recebeu melhorias de acordo com o padrão estabelecido para as Centrais do Cidadão, oferecendo mais conforto e comodidade para usuários e servidores em um espaço mais amplo, moderno, organizado e acolhedor.

*SERVIÇOS*

A nova unidade da Central do Cidadão de Mossoró contará com os serviços bancários, Caern, CPF, Datanorte, emissão de carteiras de identidade/Registro Geral (RG) pelo ITEP, orientação de Carteira de Trabalho digital, PROCON, Sistema Nacional de Emprego (SINE), Justiça Eleitoral e RN Empreendedor.

“A atual gestão do governo do Estado vem investindo em cidadania ativa com a expansão das Centrais do Cidadão, em especial a inclusão de novos serviços. Hoje os usuários vão às Centrais não apenas para pagar boletos, mas para ter acesso a Defensoria Pública, delegacias de diversas especialidades, Procon, orientação de crédito, Justiça Eleitoral, por exemplo”, finalizou Virgínia Ferreira, secretária de Estado da Administração.

O horário de funcionamento desta unidade será de segunda a sexta, das 07h às 13h. Com a plena oferta de serviços disponíveis na nova unidade da Rodoviária de Mossoró, a estrutura permitirá a realização de cerca de 2.600 mil atendimentos por mês.

A nova Central do Cidadão da Rodoviária de Mossoró atende principalmente usuários dos bairros Nova Betânia, Abolição, Santa Delmira, Santo Antônio, além de moradores dos municípios de Tibau, Grossos, Areia Branca, Baraúna. A outra unidade que já funciona no Shopping Estação, também em Mossoró, permanece com os atendimentos normais aos cidadãos, das 12h às 18h.

Ainda por meio do Projeto Governo Cidadão, o Governo do RN adquiriu impressoras, televisores, plastificadoras e computadores para as centrais construídas ou reformadas, com a aplicação de aproximadamente R$ 800 mil.

Participaram da solenidade o vice-prefeito de Mossoró, João Fernandes de Melo Neto (Fernandinho); Socorro Batista, adjunta do Gabinete Civil; secretário de Infraestrutura Gustavo Coelho, que também responde pelo Governo Cidadão; Luiz Roberto, coordenador das Centrais do Cidadão; Elaine Cristina, gerente da Central; Joseane Bezerra, subsecretaria do Trabalho; Jonielson Pereira (Detran); Gaspar Pereira, adjunto da Infraestrutura; Prof. Jadson, da 12° DIREC; Leonardo Menezes, diretor do Hospital Rafael Fernandes; João Deon (IDIARN); Emiliana Cavalcanti, diretora da 20ª Regional de Saúde; vereadores da cidade e lideranças políticas da região.

Obra de recapeamento da RN 016 avança em Assu

Os serviços de recuperação das estradas do Rio Grande do Norte estão avançando com programas de conservação, recapeamento e restauração de trechos considerados críticos no estado.

A governadora Fátima Bezerra visitou a obra da RN 016, no município de Assú, na terça-feira (14/6). Na ocasião, a chefe do executivo estadual também assinou duas ordens de serviço para restauração de mais dois trechos da estrada na região.

O recapeamento asfáltico do trecho urbano da RN-016 possui extensão de 3,3 km,  executado pela Secretaria da Infraestrutura e pelo DER, e foram investidos R$ 2 milhões, com recursos o Orçamento Geral do Estado (OGE).

Fátima Bezerra lembrou que pegou um estado endividado, e uma das dívidas herdadas foram as quatro folhas de pagamento do servidores atrasadas. “Depois da gente ir arrumando a casa, quitando a dívida com os servidores, estamos recuperando a nossa capacidade de investimento, e a melhoria de nossas estradas é uma demanda muito necessária”, declara a governadora, afirmando que nos próximos dias o Detran finalizará o serviço da RN 016 com a sinalização e pedindo paciência com os prazos em razão das fortes chuvas que têm caído constantemente no interior do RN.

“A obra é extremamente importante, pois essa rodovia é a espinha dorsal do Vale do Açu, ela tem um movimento populacional intenso, movimenta toda a produção da região e é fundamental para o turismo”, enfatiza o deputado estadual George Soares, incentivador do desenvolvimento da região na Assembleia Legislativa.

O material utilizado para o recapeamento é o concreto betuminoso usinado a quente (CBQU), de excelente qualidade e próprio para trechos com fluxo intenso de veículos. É o mesmo utilizado na restauração da Av. Leste Oeste, em Mossoró.

“A parceria que a prefeitura tem hoje  com o governo do estado, através da governadora Fátima, trouxe a realização de um sonho dos  assuenses, que é a recuperação da RN 016”, diz o prefeito de Assu, Gustavo Soares.

Já a restauração dos dois trechos da área rural, ou seja, fora do perímetro urbano, também na região de Assu, entrarão no Programa de Restauração de Trechos Críticos das Rodovias Estaduais, e deverá ser iniciada nos próximos 20 dias.

Trata-se do trecho ainda da RN-016, que liga Assu (entroncamento com a BR-304) a Carnaubais, com extensão prevista de 2 Km e investimentos de R$ 730.000,00 (setecentos e trinta mil reais); e do trecho da RN-404, que liga Carnaubais a Porto do Mangue, com extensão de 10 Km, com investimentos de, aproximadamente, R$ 3.760.000,00 (três milhões, setecentos e sessenta mil reais).

“São três frentes para a recuperação das estradas: o programa de conservação, que é o tapa-buracos, num investimento de 30 milhões. Outro trabalho de conservação vem com os recapeamentos, que são ações ligadas às rodovias que ficam dentro das cidades. Já o Programa de Restauração diz respeito a 29 trechos que foram considerados como críticos. Fizemos a Av. Leste Oeste de Mossoró e a de São Miguel com dentro do Programa de Restauração”, esclarece o secretário de Infraestrutura do Estado, Gustavo Coelho.

Esses dois trechos que estão próximos a Assu ligam duas regiões importantes: Assu a Carnaubais, e o outro, Carnaubais a uma localidade chamada Vila do Alemão, que já é próxima à cidade Porto do Mangue. “Essas rodovias tinham condições de fazer tapa-buracos, então se passa a fazer restauração”, complementa o secretário.

“Lembrando também que está a todo vapor a recuperação da RN 233. Quando falo da RN 233 é que sei que é muito importante aqui para a região”, diz a governadora  Fátima Bezerra.

O Programa de Restauração de Trechos Críticos de Rodovias Estaduais, do governo do estado, deverá investir valores superiores a R$ 55 milhões, que somados aos valores aplicados no Programa de Conservação de Rodovias Estaduais (Operação tapa-buracos e recapeamentos), deverão ultrapassar R$ 100 milhões, de acordo com informações da Secretaria de Estado da Infraestrutura do Rio Grande do Norte.

Além dos citados, estiveram presentes os secretários de Estado de Segurança (SESED) e da Comunicação (ASSECOM RN), Coronel Francisco Araújo e Daniel Cabral; o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Alarico; a diretora do Departamento de Estrada de Rodagens (DER RN), Natércia Nunes; o prefeito de São Rafael, Reno Marinho; o procurador do Estado, Francisco de Sales Matos e a reitora da Uern, Cicília Maia.

Governadora assina ordem de serviço para reforma do Hospital Nélson Inácio dos Santos

A governadora Fátima Bezerra assina nesta quinta-feira (3) a ordem de serviço para reforma do Hospital Nélson Inácio dos Santos, em Assu, às 12h30.

Entre as mudanças, serão implantados e habilitados 8 leitos de saúde mental na unidade de saúde, além de salas específicas para ultrassom; cardiotocógrafo/triagem; raio-x; pequenas cirurgias; e estabilização, com 2 leitos. Recepção, setor de imagem e Unicat serão totalmente recuperados.

O valor licitado é de R$ 3,8 milhões, com recursos do empréstimo com o Banco Mundial.

Ainda nesta quinta-feira, a gestora também fará entrega oficial das comportas da Barragem do Pataxó, em Ipanguaçu.

 

SERVIÇO

O que: Assinatura da ordem de serviço para reforma do Hospital Nélson Inácio dos Santos, em Assú

Data/hora: 3 de março de 2022, às 12h30

Local: Hospital Nélson Inácio dos Santos, em Assu

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Obra do Hospital da Mulher, em Mossoró, está 60% concluída  

A implantação da maior unidade hospitalar do Rio Grande do Norte está 60% concluída e ficará pronta ainda em 2022. O secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, coordenador do Projeto Governo Cidadão, vistoriou a execução da obra do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, nesta quarta-feira, 23, ao lado de equipes do Governo Cidadão e da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap RN). O Governo do RN está realizando a obra com recursos estaduais via empréstimo com o Banco Mundial.

Entre os principais serviços em execução na área externa estão o de drenagem e a instalação das placas que compõem a fachada do prédio e do piso intertravado da circulação. No interior, os serviços se concentram nas instalações elétricas, de tubulações de ar condicionado, de caixas de descarga, do revestimento cerâmico e do porcelanato, mais as esquadrias e pintura.

O bloco A, dedicado às enfermarias, tem o serviço mais adiantado, com revestimento, pisos e esquadrias já instalados; o bloco C, reservado às cirurgias, é o próximo a ser finalizado. Semanalmente, um relatório da obra é emitido para o coordenador do Governo Cidadão para garantir o cumprimento do cronograma – a obra será entregue ainda em 2022.

LICITAÇÃO – Para a implementação do Hospital da Mulher estão previstas 16 licitações para compra de equipamentos, mobiliários e veículos, que somam mais de R$ 45 milhões. Duas delas já ocorreram, no valor total de R$ 4,5 milhões, quando foram adquiridos equipamentos de grande porte para estruturação do Hospital, como aparelhos de Raio X, mamógrafo e outros que necessitavam estar no local antes das obras físicas serem erguidas.

A maior licitação de equipamentos para a unidade está agendada para o dia 07/03/2022, às 9h. Os detalhes podem ser acessados na capa do site do Governo Cidadão, no botão reservado às informações sobre o Hospital da Mulher. O endereço é o www.governocidadao.rn.gov.br.

As licitações de equipamentos a serem comprados para o Hospital contam com consultas públicas com potenciais fornecedores de equipamentos médico-hospitalares para dar transparência e promover uma ampla concorrência entre empresas do ramo hospitalar. Todo o processo é amparado pelas Diretrizes de Aquisições do Banco Mundial e passam por análises das áreas técnica e jurídica do Projeto Governo Cidadão.

SERVIÇOS – Paralelamente às obras e às aquisições de equipamentos, foi planejada e finalizada a Carta de Serviços da unidade, formatada por um Grupo de Trabalho formado por técnicos do Governo Cidadão e da Sesap com a colaboração de universidades parceiras, sobretudo as da região: Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), Universidade do Estado do RN (UERN) e Universidade Federal do RN (UFRN). O modelo de gestão do hospital foi debatido em audiência pública na Câmara Municipal de Mossoró, para ampliar a participação da sociedade na formatação do equipamento.

O planejamento entre Sesap e UERN prevê que a gestão acadêmica fique a cargo da instituição de ensino, que também deverá colaborar com a parte administrativa, tornando o hospital um grande campus, formando profissionais qualificados para atuar no próprio Hospital da Mulher e em outras unidades de saúde, superando um dos entraves da Saúde potiguar, que é a escassez de mão de obra qualificada.

“Esta é uma ação vistoriada periodicamente, porque sua finalização é prioridade do governo da professora Fátima Bezerra”, disse Mineiro, lembrando que a ação é planejada em acordo com o Banco Mundial, órgão viabilizador dos recursos.

Em tom emocionado, a reitora da UERN, Cicília Maia, disse que “as áreas do hospital voltadas à formação profissional darão uma contribuição inédita ao setor”.

Para a secretária adjunta da Sesap, Lyane Ramalho, “o impacto positivo dessa unidade será transformador para a saúde feminina, não apenas na região Oeste, mas em todo o estado”.

Sobre o Hospital da Mulher – Ao todo, serão mais de 160 leitos focados na atenção materno-infantil, ginecológica e obstétrica de média e alta complexidade. O investimento total é de cerca de R$ 125 milhões – R$ 85 milhões para obras e R$ 40 milhões em equipamentos.

Também estiveram presentes à vistoria, pela Sesap, coordenadores de Gestão de Pessoas, Administrativo, Regulação e Avaliação; Subcoordenadores das Redes de Atenção;  de Atendimento Hospitalar; e de Assistência Farmacêutica; e a gerente da II Ursap, Emiliana Bezerra Cavalcanti. Acompanhados de suas equipes, estiveram os diretores do Hospital Rafael Fernandes, Leonardo Menezes, e a diretora do Hospital Tarcísio Maia,  Francisca Nilza Batista “Branca”. O empresário da CG Construções, Danilo Gurgel,  também participou da vistoria.

 

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Governo lança edital para obra em Hospital de Currais Novos

O Governo do Estado vai investir na reforma do banco de leite do Hospital Regional Dr. Mariano Coelho (HRMC), localizado em Currais Novos. O valor estimado para a obra é de R$ 482 mil, com recursos próprios do Tesouro Estadual. O edital para tomada de preços e contratação da empresa que fará o serviço foi lançado em publicação no Diário Oficial do Estado.

A obra prevê uma adequação das instalações físicas do banco de leite do hospital, que faz parte da rede de saúde pública gerida pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). O investimento é necessário para que o setor da unidade, localizada no Seridó, seja organizado de acordo com as normas técnicas, em especial na coleta e armazenamento de leite materno.

O processo de contratação para realização dos serviços está sendo conduzido pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN), com acompanhamento da Sesap. A obra faz parte de um pacote do Governo para investimentos na infraestrutura da saúde pública ao longo de 2022, como no caso das obras já autorizadas no início desta semana para os hospitais Giselda Trigueiro e Geral João Machado e para o Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI/CRA).

Uma das referências da saúde pública para o Seridó, o HRMC já recebeu uma série de investimentos do Governo e da Sesap ao longo da atual gestão, que entre equipamentos e infraestrutura, ultrapassam o R$ 1,5 milhão. Como resultado dessas melhorias, a equipe do hospital ultrapassou a marca de 600 cirurgias realizadas em 100 dias no fim de 2021, dentro do programa Mais Cirurgias, Mais Saúde, liderando a lista de hospitais.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Governo do RN inicia a recuperação da segunda etapa da estrada do melão

Atendendo a uma reivindicação da população do Projeto de Assentamento Maísa e seu entorno, o Governo do Estado está recuperando o trecho de aproximadamente 16 quilômetros da Estrada do Melão (RN-015), que interliga cerca de 20 comunidades, em Mossoró.

A obra, interrompida há pelo menos 10 anos, está sendo executada por meio de parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca (Sape) e o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER-RN). “Este é mais um compromisso da gestão da professora Fátima Bezerra que vem para melhorar o transporte das pessoas e viabilizar o escoamento da fruticultura da região”, afirmou o secretário Alexandre Lima, titular da Sedraf-RN.

Segundo o diretor do DER-RN, Manoel Marques, a recuperação da estrada no percurso entre o entroncamento da BR-304 (São Romão) ao entroncamento da RN-015 (Baraúnas) é uma manutenção e “visa melhorar a trafegabilidade enquanto a obra de pavimentação da via não é retomada”. A ação contempla uma população estimada em cerca de 15 mil pessoas, em sua maior parte formada por agricultores e agricultoras familiares que vivem no entorno da Estrada do Melão.

“Queremos agradecer a agilidade e compreensão desta gestão, que nos recebeu na Governadoria no dia 09 de dezembro e agora está aqui realizando a obra parada havia muito tempo”, disse o líder comunitário Erivaldo Pereira Tomaz , mais conhecido como Vaval da Maísa, morador da Agrovila Paulo Freire.

Em visita ao P.A. Maísa na sexta-feira (14/1), o secretário Alexandre dialogou com lideranças de seis associações comunitárias sobre as demandas existentes para promoção do desenvolvimento rural das comunidades, ocasião em foram apresentadas as ações de fortalecimento da agricultura familiar executadas pelo governo estadual, por meio da Sedraf.

As prioridades apresentadas foram instalação e perfuração de poços (comunidades farão levantamento das prioridades), acesso ao CredMais (Programa Estadual de Microcrédito para a Agricultura Familiar), melhoramento de outros trechos de estradas, que são o acesso para mais comunidades, e curso para construção de aparelho Biodigestor. “A Sedraf tem a missão de promover o desenvolvimento rural do Rio Grande do Norte. E só podemos trabalhar ouvindo as necessidades do homem e da mulher do campo”, pontuou o gestor.

 

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

Prefeitura assina ordem de serviço para construção de ponte na Ilha de Santa Luzia

A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos (SEIMURB), assinou a ordem de serviço para construção de ponte na Ilha de Santa Luzia. A solenidade de assinatura que autoriza o início das obras foi realizada na noite desta terça-feira (21/12), na rua Benício Filho.

A construção da ponte era uma reivindicação de décadas da população do grande Ato de São Manoel e que agora começa a se tornar realidade a partir da assinatura da ordem de serviço. A obra proporcionará a interligação entre bairros, beneficiando moradores de toda a região.

“Hoje é um dia importantíssimo e histórico para todo o Alto de São Manoel. Era um sonho antigo da comunidade, dos moradores do Alto de São Manoel, Ilha de Santa Luzia, Planalto 13 de Maio, Papoco, Alameda, Liberdade e toda a região que aguardava a ponte da Benício Filho. Era uma espera de décadas que agora chega grande momento para realizar essa obra”, destacou o prefeito Allyson Bezerra.

O investimento da Prefeitura de Mossoró é de aproximadamente 2 milhões e 500 mil reais. “Hoje, a Prefeitura dá a ordem de serviço para construção da ponte da rua Benício Filho. Uma obra tão esperada e comentada pela população de Mossoró. A partir de amanhã os trabalhos já começam e se estendem pelos próximos 12 meses. A ponte vai interligar bairros, beneficiando toda a região”, explicou Rodrigo Lima, secretário municipal de Infraestrutura.

A solenidade foi acompanhada com entusiasmo pelos moradores da região. “O benefício é muito grande, pois quando chove temos que dar a volta gastando muito tempo e com a ponte ficaria tudo mais fácil, trazendo inúmeras vantagens. Eu tenho uma vendinha aqui na rua e isso me ajudaria muito. Não só pra mim, mas vai melhorar para todo mundo”, disse Maria Vitória, dona de casa.

“Essa ponte vai beneficiar não só a população da Ilha de Santa Luzia, mas de toda a cidade de Mossoró. É um sonho antigo de mais de 40 anos e agora estou com muita fé que será realizada essa obra”, contou Adriano Gesso, morador da Ilha de Santa Luzia.

A obra da ponte na Ilha de Santa Luzia é mais um dos grandes investimentos em infraestrutura realizados pela Prefeitura de Mossoró em 2021. “O canteiro da empresa já está instalado e os equipamentos prontos para iniciar a obra. Com a ordem de serviço sendo dada já iniciaremos os trabalhos. São recursos do povo de Mossoró sendo investidos aqui nesta obra” acrescentou Allyson Bezerra.

A assinatura da ordem para início das obras da ponte da Ilha de Santa Luzia, na rua Benício Filho, foi acompanhada por secretários municipais, vereadores do município e população do grande Alto de São Manoel.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 

Estrada Mossoró-Tibau vai ganhar ciclovia e nova sinalização

A RN 013, que liga as cidades de Mossoró a Tibau, no Oeste Potiguar, começou a receber investimentos do Governo do Estado em relação a sinalização horizontal e vertical de toda a rodovia. O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou as obras de sinalização, que vão abranger 56km de extensão, já que a rodovia é de pista dupla.

Uma das novidades implantadas pelo Detran na RN 013 é a criação de uma ciclofaixa no sentido Mossoró/Tibau. O equipamento terá 28km de prolongamento e vai possibilitar mais segurança para o tráfego de bicicletas na área, que se trata de um dos polos turísticos do Estado com grande movimentação de pessoas.

As melhorias na rodovia vão contar ainda com pintura de sinalização asfáltica compreendendo faixa central, eixo, faixas laterais e bordo da pista, como também implantação de placas de regulamentação, indicativas e de advertência. Serão também revitalizadas a pintura dos locais onde há faixas de pedestres e lombadas, e implantação de redutores (lombadas) de velocidade em pontos avaliados pela equipe de engenharia de trânsito do Detran.

O diretor do Detran, Jonielson Pereira, informou que a obra deve ser concluída ainda neste mês de dezembro possibilitando mais segurança ao tráfego de veículos que é ampliado naquela rodovia durante o veraneio. “Nosso objetivo é entregar a rodovia sinalizada e com ciclofaixa ativa ainda neste mês. Com isso iremos beneficiar não somente as cidades de Mossoró, Tibau e Grossos, mas também à população do Oeste e turistas que veraneiam em Tibau”, comentou.

O coordenador de Operações do Detran, Francisco Navegantes, informou que o investimento do Governo do Estado nas sinalizações horizontal e vertical, e na implantação da ciclofaixa é de R$ 300 mil.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 

Quando tudo está dito, resta recontar

 

*  Ailton Siqueira de Sousa Fonseca

 

Clarice Lispector. “Você escreve uma em cima e outra embaixo porque é um verso”, disse Vinicius de Morais à própria Clarice quando, em entrevista, ela o pediu para criar de imediato uma poesia (Lispector, 1999, p.20). O nome Lispector nem ela mesma sabia exatamente o que significava. Tudo que disse saber, em entrevista à TV Cultura, foi que Lispector era um nome latino e que em latim LIS quer dizer “no peito”, “flor no peito”[1] .

Clarice Lispector: história de gente grande para gente pequena (2021), ilustrado por Spacca e publicado pela Limiar, é fruto de quem carrega essa “flor no peito”, flor que é alimento para os apaixonados por Clarice. Escrita por Dany Al-Behy Kanaan, psicanalista, escritor e professor, essa obra é direcionada ao público infantil, mas também a qualquer interessado ou apaixonado pela escritura clariceana.

Trata-se de uma obra que pode ser vista por duas perspectivas. Por um lado, pode ser vista como mais uma obra narrando a vida de Clarice Lispector, algo já conhecido pelos estudiosos, curiosos e fãs dessa escritora. Por outro lado, pode ser recebida como uma narrativa necessária para um público ainda não leitor e não conhecedor da vida/obra de Clarice. Li a obra abraçando essa segunda perspectiva.

Para além disso, o livro não traz somente fatos históricos da biografia dessa grande escritora, mas aqueles momentos “alegres e chatos vividos por ela”. Mas, para mim, o mais importante não é o que está dito, mas a forma do dizer. Com seu estilo sensível e poético, Kanaan sabe o que diz, mas investe, sobretudo, numa forma singular de dizer. Para ele, não é o dito, mas o dizer que está no limite entre a Ciência e a Literatura, entre o prosaico e o poético, entre a palavra técnica e a magia. Como disse certa vez o filósofo e poeta Jean-Yves Leloup, “Quando tudo está dito, resta cantar”.

Essa nova obra de Kanaan é como um canto que encanta pela forma de dizer o que já estava dito; encanto que faz uma criança ou um adulto querer ouvir a mesma história durante mil e uma noites. O que estava dito, agora é cantado enquanto é contado. É assim que as palavras enovelam o leitor e este vai se identificando com a narrativa à medida que vai sendo tocado por ela em seus vários pontos.

Penso que Kanaan escolhe e constrói sua narrativa a partir de alguns pontos ou focos irradiadores de sentidos para ele. Ou seja, parte daquilo que diz mais a ele, que o faz sentir, aproximar-se e dizer mais sobre a vida e obra de Clarice. É isso que chamo de foco irradiador de sentidos, algo presente na arte de contar histórias e na escuta do leitor ou ouvinte. A partir desses focos se estabelece as conexões e diálogos diversos entre o autor, sua obra e seus leitores.

A leitura que fiz de Clarice Lispector: história de gente grande para gente pequena, também é marcada por essa escuta a partir de alguns pontos que me tocaram, irradiaram sentidos em mim. Portanto, não contemplarei toda obra, mas aspectos dela. Com isto, não faço, aqui, uma resenha, mas uma tessitura de sentidos daquilo que ficou da escuta que fiz dessa obra, obra essa que fez o meu lado pequeno crescer à medida que a história ia sendo narrada.

O livro é uma narração e como tal, não traz explicação, mas implicação do autor com sua obra. Kanaan se coloca não somente como narrador da vida de Clarice, mas também como narrador de si. Ele se narra ao narrar a história de Clarice: apresenta seus gostos, suas preferências, posições e emoções diante da obra clariceana.

Referindo-se às histórias infantis que Clarice escreveu para seus filhos, Pedro e Paulo, confessa: “Eu gosto muito de todas as histórias. A que eu mais gosto é uma que tem um personagem chamado ‘Xext’” (Kanaan, 2021, p.22). Antes de qualquer coisa, isso é uma estratégia de escrita para envolver aqueles que leem o texto. Ou mais ainda: uma forma de estimular a escuta sensível do texto, tal qual ele mesmo fala em sua obra Escuta e subjetivação (Kanaan, 2002).

Essa “história de gente grande para gente pequena” diz mais do que aquilo que está dito. Estrategicamente clariceano e poético, o autor aposta na força do não-dito como uma forma de expressão e comunicação com o leitor: “Tem um dos livros dela para crianças que ele é quem conta a história – só de imaginar, dá vontade de ler – mas é claro que não vou contar qual é o livro e nem como ele faz isso, para você ficar com vontade de descobrir” (Kanaan, 2021, p.25).

Essa estratégia enlaça o leitor, seja criança ou adulto, pois estimula a curiosidade e imaginação em busca de conhecimento: “Será que você descobre o nome do livro? Tenho certeza que assim que você ler, logo vai descobrir” (Kanaan, 2021, p.22).

Escrever e ter a delicadeza para não esmagar as entrelinhas é um cuidado comum a Clarice e a Kanaan, porque ambos sabem que é, nas entrelinhas, que um leitor curioso entra e faz morada, faz-se parte do que lê. É nas entrelinhas e no não-dito que o leitor constrói seu imaginário, sua fantasia, seu modo ficcional de viver a realidade. Assim, essa história sobre Clarice é também a narrativa de um leitor que a acompanha, que segue seus passos no escuro para não se mostrar ou interferir no rumo do que acontece.

Penso que nessa nova obra de Kanaan sobre Clarice Lispector há uma aposta no escuro: criar novos amantes de leitura, aqueles nos quais esperamos ver nascer a paixão pelo escrever, novos escritores possuídos por uma razão apaixonada, razão que sabe que ficção e realidade, vida e ideias fazem parte da condição humana. Por isso, essa obra chega em boa hora, já que vivemos num mundo no qual vemos, a cada dia, desaparecer o sujeito narrador e leitor. Portanto, investir esforços práticos e cognitivos na construção de novas narrativas e estimular novos narradores é uma forma de resistir contra a desumanização do mundo, é reinvestir nos encantos e na magia das palavras com seus poderes de se tornarem aquilo que elas mesmas falam. Sem acreditar nesse “impossível possível”, como diz Edgar Morin (1996), não faz sentido apostar na leitura, na literatura, no amor e poesia de se viver.

Depois de lê e escutar várias vezes essa nova obra de Kanaan, fiquei com uma forte compreensão de que o livro não é somente para gente pequena: é também uma história de gente grande para gente grande que sabe viver o mundo de gente pequena. Uma criação que amalgama vida e ideias, razão e ficção, realidade e imaginação poética. É, também, uma leitura além das fronteiras disciplinares, para todos aqueles que querem fazer do ato da leitura uma aventura de descobertas do mundo, dos outros e de si mesmo.

E mais, o autor faz mais do que contar uma “história de gente grande para gente pequena”. Ele estimula gente pequena a pensar como gente grande, a tentar descobrir um mundo presente na escrita, nas narrativas, um mundo de homens, feito de palavras e poeticamente multiplicado pela escrita. Assim, aqueles que leem essa obra apostam na beleza do dia que ainda não nasceu

Danny tem mais do que uma razão apaixonada por Clarice. Parece que sua trajetória se aproxima, em algumas passagens, com a de Clarice. Assim como Clarice escrevia para adultos e crianças, ele, Danny, escreve para adultos e, agora, com essa obra, passa a escrever para criança. Mas tanto em Clarice como em Dany, a criança a quem se destina as narrativas não é somente a criança jovem, começando a viver, pequena.

Trata-se da criança poeta, aquela que cada adulto preserva dentro de si, aquele lado sensível, imaginativo, criativo, aquela criança que ainda precisa de uma história para ir dormir e para suportar a crueldade do mundo. uma criança que encontra nas palavras um jeito de reconstruir sua vida e reinventar o seu mundo. porque o homem e o mundo se fazem no verbo e com o verbo.

 

[1] Entrevista à TV Cultura (programa Panorama Especial) concedida em 1977, meses antes de seu falecimento.

 

* É doutor pela PUC-SP, professor na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), docente do curso de Ciências Sociais e Políticas e do Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais na UERN, coordenador do Grupo de Pesquisa do Pensamento Complexo (GECOM/UERN), membro da confraria Café & Poesia. Temas de interesse e pesquisas: literatura e psicanálise, relações afetivas na contemporaneidade, poesia de cordel e do repente, cultura popular, ciência e literatura.

 

 

Referências bibliográficas:

MORIN, Edgar. Para uma reforma do pensamento. In: Encontros de Châteauvallon. Para uma utopia realista: em torno de Edgar Morin. Lisboa: Instituto  Piaget, 1996, p.119-128.

LISPECTOR, Clarice. De corpo inteiro: (entrevistas). Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

KANAAN, Dany Al-Behy. Clarice Lispector: história de gente grande para gente pequena.Ilustração: Spacca. São Paulo: Limiar, 2021.

KANAAN, Dany Al-Behy. Clarice Lispector: história de gente grande para gente pequena. Ilustração: Spacca. São Paulo: Limiar, 2021.

KANAAN, Dany Al-Behy. Escuta e subjetivação: a escritura de pertencimento de Clarice Lispector. São Paulo: Casa do Psicólogo, EDUC, 2002.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com