O Governo do Estado do Rio Grande do Norte vai conceder bolsas a atletas. Será por meio do programa Bolsa-Atleta Potiguar, lançado pela governadora Fátima Bezerra (PT) na última terça-feira (30/4). A iniciativa vai oferecer bolsas mensais que variam de R$ 440 a R$ 1.430 para auxiliar atletas e paratletas do Rio Grande do Norte.

Ao longo do primeiro ano de programa, o Bolsa-Atleta Potiguar vai apoiar 100 esportistas. Com dotação orçamentária específica, o Governo do Estado vai distribuir R$ 731 mil com o incentivo.

“Este é um momento de grande alegria, porque estamos aqui hoje para apresentar mais uma iniciativa do governo, uma ação voltada para o incentivo, apoio, fortalecimento e expansão do esporte potiguar”, ressaltou a governadora Fátima Bezerra.

O programa vai contemplar diversas categorias, como Atleta Estudantil, Atleta Regional, Atleta Nacional, Atleta Internacional e Atleta Olímpico e Paralímpico. A bolsa será concedida pelo prazo de um ano, podendo ser renovada.

Criado em 2015, por meio da Lei Estadual 9.955, o programa Bolsa-Atleta Potiguar será executado e fiscalizado pela Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC), por meio da Subsecretaria do Esporte e do Lazer (SEL).

“Desde o início, tínhamos o compromisso de resgatar o programa, mas as circunstâncias na primeira gestão do governo do Rio Grande do Norte não nos permitiram avançar. Estamos aqui hoje para concretizar esse compromisso, trazendo de volta o programa e colocando-o em prática, destinado àqueles e àquelas que sonham, têm talento e precisam do incentivo do Estado”, reforçou Fátima Bezerra.

Também participaram da solenidade de lançamento do Bolsa-Atleta, Cleonice Cleusa Kozerski, secretária adjunta de Educação, Gabriel Medeiros, o sub-secretário estadual de Juventude, além da deputada estadual Isolda Dantas (PT) e da vereadora por Natal Júlia Arruda (PC do B). Também estiveram presentes atletas, paratletas e representantes de federações e associações esportivas do Rio Grande do Norte.

Inscrições – O edital com as regras do novo Bolsa-Atleta será publicado na edição desta quarta-feira (1º) do Diário Oficial do Estado. Os interessados em participar do programa poderão realizar as inscrições no período de 02 de maio a 03 de junho de 2024. Para isso, devem entregar os documentos necessários na recepção da Subsecretaria do Esporte e do Lazer – SEEC/SEL-RN.

Segundo o subsecretário de Esporte e Lazer do RN, Júlio Cezar Nunes Júnior, serão aceitas as modalidades esportivas reconhecidas e regularizadas pelas entidades esportivas competentes, incluindo aquelas presentes nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, além de modalidades paradesportivas não olímpicas.

“Com isso, damos um salto na política esportiva do Estado. Agora, com a instituição do Bolsa-Atleta Potiguar, temos um programa com orçamento garantido pelo governo estadual. Esta política só tende a crescer, valorizando ainda mais os atletas e para-atletas do Rio Grande do Norte”, disse.

Autora do projeto de lei que criou o Bolsa-Atleta, Márcia Maia, atual presidente da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN), elogiou a sensibilidade do governo em retomar o Bolsa-Atleta Estadual e destinar recursos para apoiar os atletas e paratletas locais.

Valores:

Bolsa-atleta estudantil – R$ 440

Bolsa-atleta regional – R$ 550

Bolsa-atleta nacional – R$ 770

Bolsa-atleta internacional – R$ 1,1 mil

Bolsa-atleta olímpica/paralímpica – R$ 1.430 mil

Federações e atletas comemoram incentivo – Diversas federações esportivas e atletas comemoraram a retomada do programa Bolsa-Atleta no Rio Grande do Norte. A iniciativa recebeu elogios por ampliar o incentivo às modalidades esportivas e paradesportivas.

Fernando Roberto Madruga de Souza, da Federação Potiguar de Remo, destacou a importância do acesso às políticas públicas para esportes menos representados. “O programa abriu as portas para todos os esportes. Nem todos eles eram escolhidos ou tinham acesso às políticas públicas. Agora, todos terão oportunidades”, ressaltou.

Maria Clara Augusto da Silva, paratleta do atletismo, que viaja nos próximos dias para o mundial de paratletismo, em Kobe (Japão), ressaltou que o recurso financeiro vai auxiliar na aquisição de equipamentos e nos custos de viagem. “Tudo é muito caro. Às vezes nem tem [equipamentos] aqui no Brasil, a gente tem que buscar fora, que ainda é o custo maior ainda. E com certeza o Bolsa-Atleta vai ajudar com esse quesito para o equipamento e ajudar nos custos de viagem”, disse.

Thalyta Simplício, medalhista paralímpica e já classificada para os Jogos de Paris 2024, ressaltou a importância do reconhecimento para inspirar novas gerações de atletas e expressou sua esperança de ver mais talentos emergirem no futuro. “Abre oportunidades para jovens atletas, pois terão meios financeiros para custear as atividades esportivas. Espero ver novas Thalytas nascendo para o esporte”, encerrou.

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo