nabocadanoite.com.br
Seja bem vindo
Rosalba entra de vez na campanha deste ano

A ex-governadora, ex-senadora e ex-prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (Progressistas) entrou de vez na campanha deste ano. Até então nos bastidores, desde terça-feira passada que Rosalba tem percorrido os bairros de Mossoró para defender seus candidatos na disputa deste ano: Anax (União Brasil) para deputado estadual e em Beto Rosado (Progressistas) para deputado federal.
Em discurso realizado na primeira atividade de campanha de Anax, na noite dessa terça-feira (16/8), em Mossoró, Rosalba defendeu a eleição de candidatos de Mossoró e região e afirmou que é “Beto lá e Dr. Anax cá”, referindo-se a ocupação de cadeiras na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa, respectivamente.

O ex-deputado federal Betinho Rosado (Progressistas) também participou do encontro com as lideranças de Mossoró e reforçou o pedido de voto para Dr. Anax. “Dr. Anax tem experiência e plena capacidade para representar muito bem Mossoró e região”, assegurou.
Dr. Anax agradeceu o apoio de Rosalba, Betinho e de todas as lideranças que estavam presentes na reunião. “Isso aumenta ainda mais a minha responsabilidade, ter ao nosso lado pessoas que têm história de trabalho por Mossoró e diversas outras cidades do estado”, destacou.

Com uma trajetória política de destaque, inclusive tendo conquistado o comando do Governo do Estado e uma vaga no Senado Federal, Rosalba participou de evento com característica regionalizada, e que contou com a participação do prefeito de Governador Dix-Sept Rosado Dr. Artur Vale; ex-prefeitos Dr. Adail Vale e Gilberto Martins; vice-prefeita Débora Trigueiro; vereadores Nicó Fernandes (Mossoró), Inavan Santos (Upanema), Nildo Luz (Tibau), Luara Fagundes (Governador), Adonias Melo (Governador), Junior Mourão (Almino Afonso), Carlinhos do Horizonte (Governador), Maristela Cardoso (Governador) e Chagas Cruz (Governador); além de suplentes de vereadores e diversas lideranças políticas e comunitárias de Mossoró e região.

Veja o que pode e o que não pode na propaganda eleitoral

A propaganda nas Eleições 2022 está liberada desde terça-feira (16/8). Mas candidatas e candidatos, partidos políticos, coligações e federações partidárias devem verificar o que a legislação eleitoral permite e proíbe durante a campanha, para não incorrerem em punições aplicadas pela Justiça Eleitoral.

Nas eleições deste ano, os mais de 156 milhões de eleitoras e eleitores aptos a votar vão escolher candidatas e candidatos aos cargos de presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. O primeiro turno do pleito está marcado para o dia 2 de outubro e, eventual segundo turno, para o dia 30 de outubro.

As regras da propaganda eleitoral estão contidas na Resolução nº 23.610, que dispõe também sobre o horário gratuito e as condutas ilícitas na campanha.

Confira, a seguir, o que a legislação eleitoral autoriza e veda na propaganda eleitoral em geral:

PROPAGANDA NA INTERNET

Manifestação do pensamento – É livre a manifestação de pensamento da eleitora e do eleitor por meio da internet. No entanto, essa manifestação não pode ofender a honra ou a imagem de candidatas e candidatos, partidos, coligações ou federações partidárias, ou ainda se propagar notícias falsas.

A legislação permite a propaganda eleitoral em blogs ou páginas na internet ou redes sociais das candidatas e candidatos, partidos políticos, coligações ou federações, desde que seus endereços sejam informados à Justiça Eleitoral.

É proibido veicular qualquer tipo de propaganda eleitoral paga na internet. A exceção é o impulsionamento de conteúdo, que deverá estar identificado de forma clara e ter sido contratado, exclusivamente, por candidatas, candidatos, partidos, coligações e federações partidárias ou pessoas que os representem legalmente.

A propaganda eleitoral paga na internet deverá ser assim identificada onde for divulgada. Por ser proibido o impulsionamento de conteúdo por apoiadores, esses anúncios deverão identificar como responsáveis a candidata, o candidato, o partido, a coligação ou a federação partidária.

A resolução proíbe a contratação de pessoas físicas ou jurídicas que façam publicações de cunho político-eleitoral em páginas na internet ou redes sociais.

Críticas e elogios em página pessoal – A publicação com elogios ou críticas a candidatas e candidatos, feitos por uma eleitora ou eleitor em página pessoal, não será considerada propaganda eleitoral. A repercussão desse conteúdo está autorizada, desde que não ocorra impulsionamento pago de publicações por parte do eleitor com a finalidade de obter maior engajamento.

Desinformação – Além de proibir a veiculação de propaganda com o objetivo de degradar ou ridicularizar candidatas e candidatos, a resolução também veda a divulgação ou compartilhamento de fatos sabidamente inverídicos ou gravemente descontextualizados que atinja a integridade do processo eleitoral, inclusive os de votação, apuração e totalização de votos.

Envio de mensagens – A resolução permite o envio de mensagens eletrônicas às eleitoras e eleitores que se cadastrarem voluntariamente para recebê-las. Porém, os emissores devem ser identificados, bem como precisam ser cumpridas as regras da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Mecanismos para o descadastramento devem ser disponibilizados para a pessoa que não quiser mais receber as mensagens.

Proibidos telemarketing e disparo em massa – A norma veda a propaganda via telemarketing e o disparo em massa de conteúdo eleitoral por meio de mensagens de texto, sem o consentimento prévio do destinatário. Além de proibido, esse disparo pode ser sancionado como práticas de abuso de poder econômico e propaganda irregular. Nesse caso, a multa prevista varia entre R$ 5 mil a R$ 30 mil.

Direito de resposta – A legislação garante o direito de resposta à propaganda na internet. Os abusos identificados podem ser punidos com multa, sendo que a Justiça Eleitoral poderá ordenar a retirada do conteúdo abusivo de páginas na internet e das redes sociais.

PROPAGANDA EM GERAL

Showmício – A norma proíbe a realização de showmício, presencial ou transmitido pela internet, para promoção de candidatas e candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral. A única exceção é a realização de shows e eventos com a finalidade específica de arrecadar recursos para a campanha, sem que haja pedido de voto.

A proibição de realizar shows também não se estende a candidatas e candidatos que sejam profissionais da classe artística – como cantoras, cantores, atrizes, atores, apresentadoras e apresentadores –, que poderão exercer as atividades normais de sua profissão durante o período eleitoral, desde que não apareçam em programas de rádio e de televisão nem utilizem tais eventos para promover a candidatura.

Uso de outdoor – É vedada a propaganda eleitoral por meio de outdoors, inclusive eletrônicos. A violação da regra sujeita a empresa responsável, partidos, federações, coligações e candidatas e candidatos à imediata retirada da propaganda irregular e ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil a R$ 15 mil.

Materiais de campanha – No dia da eleição, a eleitora ou eleitor poderá revelar a sua preferência por determinada candidatura. Porém, a manifestação deve ser silenciosa por meio do uso de bandeiras, broches, dísticos, adesivos, camisetas e outros adornos semelhantes. A norma proíbe a aglomeração de pessoas com vestuário padronizado que caracterize uma manifestação coletiva.

Propaganda na imprensa – Na imprensa, não será considerada propaganda eleitoral a divulgação de opinião favorável à candidata, candidato, partido, coligação ou federação partidária, desde que não seja matéria paga.

 

Larissa Maciel lança livro “Entre Linhas”

O livro Entre Linhas é a primeira obra da jornalista esportiva mossoroense Larissa Maciel. Realizado pela editora Sarau das Letras, este trata de mais de 35 histórias de atletas e equipes femininas do esporte norte rio-grandense, desde o futebol até modalidades como karatê e MMA. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Larissa Maciel é mossoroense, repórter, comentarista e apresentadora esportiva da TCM Telecom e criadora do blog Larissa Maciel.
O Livro contém pitadas de crônica através das entrevistas realizadas pela jornalista, Entre Linhas conta a rotina das atletas e as entrelinhas de suas dificuldades dentro de campo ou dentro de quadra e traz um recorte temporal do atual cenário do Estado.

Entre Linhas é apoiado pela Federação Norte Riograndense de Futebol (FNF) como fomento ao esporte feminino do Estado e sua disseminação através da cultura.

A jornalista convida os amantes do esporte para concretizar a realização desse sonho juntos neste dia 19 de Agosto as 20horas no Ginásio Pedro Ciarline.

Na ocasião do lançamento também vai acontecer um torneio de Handebol Feminino.

 

Juiz proíbe propaganda eleitoral no Centro de Mossoró

O juiz eleitoral Renato Magalhães, da 33ª Zona Eleitoral, através da Portaria nº 6/2022, proibiu a propaganda eleitoral por meio de carros de som e similares no Centro da cidade de Mossoró de segunda a sexta-feira, entre 8h e 18h; e aos sábados, entre 8h e 13h.

A proibição vale para o perímetro urbano compreendido pelas ruas Jerônimo Rosado, Cunha da Mota, Nísia Floresta e avenidas Alberto Maranhão e Dix-neuf Rosado.

A portaria permite a utilização de aparelhos de som fixos ou instalados em carros de som, desde que estacionados.

Os infratores estarão sujeitos à apreensão do veículo e dos equipamentos, os quais serão recolhidos ao Fórum Eleitoral Celina Guimarães.

 

Sethas oferece 291 vagas de empregos no Sine

A Subsecretaria do Trabalho da Sethas-RN, por meio do SINE-RN, ofereceu nesta quarta-feira, dia 17 de agosto, 291 vagas de empregos para Natal, Mossoró, Parnamirim, Currais Novos, João Câmara, Assú e regiões.

Para concorrer às vagas, o(a) candidato(a) deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponíveis para Android e IOS.

As vagas para pessoas com deficiência são uma parceria da Subsecretaria do Trabalho da SETHAS com a Coordenadoria de Promoção e Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Semjidh.

Todas as oportunidades estão sujeitas a alteração. Para saber em tempo real qual ocupação está de acordo com seu perfil profissional é necessário acessar o empregabrasil.mte.gov.br com o seu login (PIS) e senha ou através do celular no aplicativo SINE Fácil.

Quer tirar alguma dúvida ou agendar um atendimento para Seguro Desemprego?
Ligue: (84) 3190-0783 e 3190-0788.
O atendimento é de segunda a sexta, das 7:30h às 13:30h.
Siga o Sine-RN no Instagram: @sine.rn para maiores informações sobre os serviços do SINE Estadual RN.

NÚMERO DE VAGAS POR MUNICÍPIO
Natal e Região Metropolitana
CONFEITEIRO 01
ENCANADOR 12
INSTALADOR DE EQUIPAMENTOS DE COMUNICAÇÃO 04
MECÂNICO 01
MOTOFRETISTA 01
OPERADOR DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA 01

Vagas para Pessoas com Deficiência – PCD
ARMADOR DE ESTRUTURA DE CONCRETO 01
ENCANADOR INDUSTRIAL 01
PEDREIRO 01

Mossoró e Região
CONSULTOR 01
COSTUREIRA EM GERAL 01
ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES 01
ENCANADOR 05
MECÂNICO DE AUTOMÓVEL 01
MECÂNICO DE MÁQUINAS PESADAS (MANUTENÇÃO) 01
MOTORISTA DE CAMINHÃO-GUINCHO PESADO COM MUNK 01
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS NA MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES 01
PORTEIRO DE EDIFÍCIOS 01
VENDEDOR PRACISTA 01

Parnamirim e Região
AGENTE DE MICROCRÉDITO 06
ASSISTENTE DE VENDAS 06
CARTAZEIRO 01
CHEFE DE DEPÓSITO 01
CHEFE DE SEÇÃO DE SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS 01
CONFERENTE DE CARGA E DESCARGA 04
CONFERENTE DE FATURAS E NOTAS FISCAIS 02
COZINHEIRO DE RESTAURANTE 01
EMPACOTADOR, A MÃO 05
EMPACOTADOR, A MÃO 10
ENCARREGADO DE HORTIFRUTIGRANGEIROS 01
ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO 01
FISCAL DE CAIXA 09
GERENTE DE DISTRIBUIÇÃO DE MERCADORIAS 04
GERENTE DE PRODUÇÃO 01
MOTOFRETISTA 01
NUTRICIONISTA 01
OPERADOR DE MERCADORIAS E DERIVATIVOS 04
OPERADOR DE CAIXA 75
OPERADOR DE CAIXA 05
OPERADOR DE CÂMARAS FRIAS 02
OPERADOR DE EMPILHADEIRA 06
PORTEIRO 05
RECEPCIONISTA ATENDENTE 01
REPOSITOR DE MERCADORIAS 07
REPOSITOR DE MERCADORIAS 60
SUPERVISOR DE ATENDIMENTO AO CLIENTE 03
SUPERVISOR DE CAIXAS E BILHETEIROS (EXCETO CAIXA DE BANCO) 02

João Câmara e Região
VENDEDOR EM COMÉRCIO ATACADISTA 01
AUXILIAR DE MANUTENÇÃO ELÉTRICA E HIDRÁULICA 01
VENDEDOR PRACISTA 01

Assú e Região
ARMADOR DE FERROS 05
ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES 01
MONTADOR DE EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS (INSTALAÇÕES DE SINALIZAÇÃO) 02
MOTORISTA DE AUTOMÓVEIS 01
OPERADOR DE MOTOSSERRA 06
SERVENTE DE OBRAS 10

Currais Novos e Região
SUPERVISOR DE VENDAS DE SERVIÇOS 01
VENDEDOR PORTA A PORTA 03

Total geral = 291 vagas

 

O uso político de uma tentativa de moralização

Prefeitos de 110 cidades potiguares assinaram uma nota pública condenando a ação impetrada pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), questionando o uso de verbas públicas pelo ex-ministro Rogério Marinho (PL) para suposta compra de apoios ao seu projeto de se eleger senador.

O questionamento de Carlos Eduardo, para qualquer pessoa com um mínimo de bom senso e inteligência não é descabida. Sobretudo porque durante todo o período de pré-campanha Rogério Marinho claramente fazia eventos políticos com dinheiro público. Para completar, não são poucas as denúncias de mau uso das verbas do Ministério do Desenvolvimento Regional comandado por Marinho até dia 31 de março passado.

O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), ressalte-se, reiterou várias vezes que só apoiaria alguém se destinasse recursos para a cidade. Ora, vejam só: só pode carrear recursos para qualquer ente federado quem estiver sob o comando de órgão com tal capacidade de liberação do tal dinheiro.

Mossoró se lembra de como foi montado às pressas um suposto projeto de financiamento de obras em Mossoró. O Blog Na Boca da Noite denunciou em primeira mão a façanha. Houve até erro no valor da contrapartida que a prefeitura de Mossoró teria que ofertar. Tudo feito às carreiras para dar ao cidadão a ilusão de que a cidade receberia muitos recursos e que tal somente estaria sendo possível graças a Rogério Marinho. E por que a correria? Para que tudo fosse feito antes do prazo de saída de Rogério do ministério sob seu comando. Esse é um relato dos fatos. Se isso caracteriza crime eleitoral, se configura abuso do poder econômico, quem somente pode atestar é a Justiça Eleitoral, através de provocação feita via Ministério Público Eleitoral.

O que Carlos Eduardo fez, portanto, tenha-se as críticas que se tiver a ele, é lançar luz sobre o uso de tal verbas. Não esqueçamos que todas elas vem do orçamento secreto. Se o dinheiro é publico é preciso dar publicidade ao seu uso. Fazer isso é moralizar a situação. Porque sem essa moralização, o jogo tende a favorecer a quem está/esteve no comando do cofre. Sem isso, haverá um grande beneficiado. E não será o povo. Os prefeitos sabem bem quem. Ah, e só para deixar claro: o governo federal (patrono da candidatura de Rogério) liberou, do orçamento secreto, claro, R$ 6,6 bilhões para pagamento no limite do prazo estabelecido pelo calendário eleitoral.

Imagem: Agência Brasil

Sábado é Dia D da imunização contra poliomielite e Multivacinação

Alcançar a cobertura vacinal igual ou maior que 95% para a vacina poliomielite na faixa etária de um a menores de 5 anos de idade, além de reduzir o número de não vacinados de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade e melhorar as coberturas vacinais, conforme o Calendário Nacional de Vacinação. Esses são os objetivos do dia D de mobilização nacional que envolverá os 167 municípios do Estado do Rio Grande do Norte e acontece no próximo sábado, dia 20 de agosto.
Para a campanha contra a poliomielite o grupo-alvo são as crianças menores de cinco anos de idade, totalizando 229.282 crianças no RN. No dia D, os postos de vacinação devem abrir das 8h até as 17h. A campanha segue até 9 de setembro de 2022. A adoção da estratégia de multivacinação se justifica diante do cenário de baixas coberturas vacinais e a reintrodução do sarampo, além do risco da reintrodução da poliomielite e aumento de casos de doenças até então controladas.
“A mobilização é fundamental para que os responsáveis levem seus filhos aos postos de saúde e garantam a proteção das crianças, para que doenças já erradicadas não voltem para o país”, disse Laiane Graziela, coordenadora do Programa de Imunização da Sesap.

 

Kerinho está envolvido em nova polêmica na Justiça Eleitoral

Pivô do caso que culminou com a disputa do mandato de deputado federal entre Beto Rosado (PP) e Fernando Mineiro (PT), Kéricles Alves Ribeiro, o Kerinho, está às voltas com outra polêmica junto à Justiça Eleitoral.

Dessa vez, Kerinho teve sua candidatura impugnada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) que o acusa de não ter pago multa eleitoral estando, assim, inelegível.

Nesta quarta-feira, 17/8, Kerinho apresentou contestação à impugnação. De acordo com sua defesa, a multa foi parcelada e o pagamento das Inícioparcelas está em dia, o que garante sua condição de elegibilidade.

Veja aqui mais sobre o caso em que Kerinho teve seu registro de candidatura cassado nas eleições de 2018.

Confira aqui a ação de AIRC.

 

Candidato bolsonarista é condenado por propaganda eleitoral irregular no RN

O Ministério Público Eleitoral (MPE) propôs representação por propaganda eleitoral irregular antecipada em desfavor de Josué de Oliveira Moreira, conhecido também como Prof. Josué Moreira, candidato ao cargo de Deputado Federal nas Eleições de 2022. Na sessão plenária desta quarta-feira (17), a corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) julgou como procedente a representação, aplicando a multa mínima prevista (R$ 5.000,00), a ser paga pelo pré-candidato.

Segundo o representante, ainda quando era pré-candidato, Josué divulgou em seu perfil em rede social particular, uma postagem contendo explícito pedido de voto em seu favor. Nela há a frase “Vote em quem irá trabalhar em prol do seu Estado, cidade e da nação brasileira. Sigamos!” atrelada à imagem do representado, publicada no mês de julho de 2022, antes do período de campanha eleitoral.

“Neste caso, reconheço o pedido explícito de voto. A expressão ‘Vote em quem irá trabalhar em prol do seu Estado, cidade e da nação brasileira. Sigamos!’, tudo associado a ele é considerado como o pedido ‘vote em mim!’. A fundamentação do meu voto é no sentido de julgar procedente o pedido contido na representação e condenar o representado pela prática de propaganda extemporânea”, destacou o relator do processo, juiz José Carlos.

Josué Moreira ficou conhecido por ter assumido a reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) mesmo sem sequer ter sido candidato nas eleições, cujo vencedor foi o professor José Arnóbio. Josué teve uma gestão marcada por críticas, e ganhou de grande parte da comunidade acadêmica a alcunha de “interventor”.

UERN deverá receber cerca de 2 mil estudantes na Feira de Profissões

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) receberá centenas de estudantes do ensino médio durante a Feira de Profissões, uma ação conduzida pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) em parceria com os departamentos e campi para apresentação dos cursos da Universidade aos candidatos e candidatas que fazem a prova do Enem e estão prestes a escolher um curso de nível superior pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). A expectativa é que cerca de 2 mil alunos participem.

Em 2022, o evento retorna ao formato presencial, acontecendo no formato multicampi e integrando a programação do ELO Uern. Acontecerá simultaneamente no dia 23 de agosto no Campus Central e nos campi de Assú, Caicó, Patu e Pau dos Ferros. No Campus de Natal, será realizado no dia 25.

Acessando o site elouern.proex.uern.br é possível conferir os vídeos produzidos em edições anteriores do Feira de Profissões que apresentam os cursos de graduação oferecidos pela Uern.

A Feira de Profissões da UERN é uma atividade realizada pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), em parceria com departamentos acadêmicos, faculdades e direções de campi – e promove a apresentação dos cursos de graduação da instituição a estudantes que estão prestes a concluir o Ensino Médio e escolher seu futuro profissional no ensino superior.

A feira surgiu em 2019, presencialmente, e teve as duas edições seguintes (2020 e 2021) realizadas de forma remota, devido a pandemia da Covid-19. Apoiam o evento a Diretoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (Daint), a Diretoria de Política e Ações Inclusivas (Dain) e a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae).