O final de semana foi dos mais violentos em Mossoró. Entre sexta-feira e domingo, pelo menos 4 assassinatos e duas tentativas de homicídio foram registrados pela polícia.

O primeiro crime aconteceu na rua Campos Sales, Abolição I, quando Sérgio de Paula Ramos, 51 anos, servente de pedreiro, foi atingido por 4 tiros de pistola 380 próximo à sua casa. Testemunhas contaram à polícia que ele havia saído para fazer compras e na volta, próximo de sua residência, dois homens em uma moto pararam, e o carona desceu e atirou em sua direção. Sérgio, que tinha passagens pelo sistema prisional, morreu na hora.

No domingo pela manhã, um corpo foi encontrado em um matagal na estrada que dá acesso à Serra Mossoró. Apresentava marcas de tiro e um ferimento no pescoço. A polícia acredita que tentaram decepar a cabeça da vítima, cuja identidade ainda é desconhecida.

Ontem à tarde, próximo ao açude de Armando, área rural após o Nova Vida, foi encontrado, enterrado em uma cova rasa, o corpo de Allysandra Jéssica Lopes da Silva, 27 anos, e que estava desaparecida desde a quinta-feira, 14/10. O corpo foi encontrado pelo cachorro de um caçador. Ao sentir um forte odor, o animal passou a latir constantemente, e a cavar em alguns locais. O dono do cão então avistou parte do cabelo da vítima e acionou a polícia.

O delegado Luiz Antônio acredita que Alyssandra pode ter sido morta após ter sido julgada e condenada por uma espécie de tribunal do crime da região. Após a localização do corpo, 5 pessoas foram presas em flagrante. Um dos presos é suspeito de ser o mandante do crime.

Também no domingo, por volta das 23h, na Maisa, no acampamento dos sem teto, Maik Martins da Silva, 25 anos, conhecido como “Maik Cabeça”, foi morto a tiros. Ele estava em casa com a esposa, quando os criminosos chegaram, a mandaram a mulher correr, e passaram a executar “Maik Cabeça”, que tinha passagem na polícia. Além disso, também foram registradas duas tentativas de homicídio, uma na sexta e outra domingo à tarde. Na de ontem, José Márcio da Silva Filho, de 19 anos, foi alvejado a tiro em seu local de trabalho, no bairro Promorar, em Mossoró. A polícia ainda não sabe o que motivo o crime.

 

Allysandra estava desaparecida desde quinta-feira, 14/10

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo