nabocadanoite.com.br
Seja bem vindo
Com fake não, Clorisa!!!

A ex-vereadora e ex-candidata a prefeita de Grossos Clorisa Linhares é pré-candidata a governadora pela Partido Brasil 35. Ainda sem apresentar propostas que façam com que o eleitorado a coloquem como uma candidata em potencial, Clorisa busca atalhos para ver sua pré-candidatura crescer. Ela, no entanto, usa um fermento ruim, um ingrediente nefasto, um tempero azedo.

Clorisa Linhares abraçou, com alma e coração o Bolsonarismo. Isso significa que para ela, o extremismo deverá ser seu cartão de visitas, sua bandeira de luta, a sua plataforma política.

O bolsonarismo, se sabe, é primo-irmão da mentira. Enganar, iludir e incriminar com fake news é a principal estratégia desse agrupamento. É possível que nem todos que integram, apoiam ou queiram tirar proveito do bolsonarismo sejam adeptos do uso do embuste como catapulta de projetos políticos.

Esse não parece ser o caso de Clorisa Linhares. Ela, pelo que se percebe, mergulhou de mente e corpo na encravação, na enganação, na tentativa de manchar reputações com informações falsas. O que ocorreu ontem é um exemplo nesse sentido.

A pré-candidata usou sua participação em um programa de uma rádio de Mossoró para mentir. É triste  ter que dizer isso de uma senhora, de uma pré-candidata. De uma senhora mulher pré-candidata. Mas Clorisa não teve cuidado com sua trajetória. Se mostrou no mínimo desinformada. E quem faz comentários em cima de informação desconhecida ou falsa não merece crédito. Muito menos quando faz uso disso como escada para sucesso eleitoreiro.

Clorisa disse que a governadora do Rio Grande do Norte, professora Fátima Bezerra (PT) esqueceu a educação. Fez questão de lembrar que Fátima é docente, o que se percebe que a intenção foi tão somente de atingir a gestora naquilo que ela tem de mais sagrado: seu compromisso com a educação.

Clorisa não sabe, não procurou saber ou, ao menos mentiu, ao dizer que Fátima esqueceu a educação. Fátima não só tem a educação como um dos carros-chefe de sua gestão. Ela trata esse setor com cuidado, carinho e ações.

O governo da professora Fátima implantou mais de 10 mil promoções e progressões docentes. Clorisa confirmaria essa informação facilmente com algum professor do qual seja próxima. Difícil que ela não conheça pelo menos um. 

Também tem realizado processos seletivos na área. E convocado quase todos os dias os aprovados nessas seleções e em concurso público anterior. Uma lida nas edições do Diário Oficial do Estado evitaria que Clorisa passasse pelo constrangimento de falsear.

O governo da professora Fátima toca um projeto de reforma e revitalização que contempla mais de 100 escolas. Uma visita à 12ª DIREC, em Mossoró, ou uma conversa com qualquer professor, funcionário ou pai de aluno da Escola Estadual Manuel João, no Polo Educa Grossos, a atualizaria sobre essa situação.

Pelo Nova Escola Potiguar (NEP), o governo da professora Fátima vai construir 12 Institutos de Educação do Rio Grande do Norte (IERN) proposta de educação integral nos moldes dos Institutos Federais de Educação (IFRN´s). Serão cerca de R$ 400 milhões para o setor com o NEP. Se Clorisa foi ao Google e digitar NEP, logo terá acesso a informações as mais diversas sobre esse programa. Passou vergonha à toa.

Ontem, dia em que Clorisa fez a (malfadada) crítica, Fátima entregou equipamentos e ações para a educação, num investimento de R$ 25 milhões. Uma lida nos jornais ou uma breve passada nos blogs e portais a deixaria a par dos acontecimentos da educação do Rio Grande do Norte. 

Mentira é feia em qualquer boca, mas se torna ainda mais horrível quando utilizada como escada eleitoreira. Clorisa Linhares: faça a crítica que tiver. Ao candidato que quiser. Com a intenção que tiver. Mas com fake news, não!!!.

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

Secretaria da Administração produz cartilha informativa sobre notícias falsas

A Secretaria de Estado da Administração (Sead), por meio da Escola de Governo (EGRN), lançou nesta terça-feira (21) uma cartilha informativa de combate às fake news. O objetivo é esclarecer o que são, de que maneira surgem e se caracterizam, bem como, principalmente, podem ser identificadas. A publicação está acessível em formato pdf no site www.sead.rn.gov.br.
Para a secretária da Administração, Virgínia Ferreira, o intuito é preparar os leitores na avaliação e identificação de notícias falsas, evitando a desinformação no ambiente em que atuam. “As ferramentas contidas na cartilha servirão para que não apenas os servidores do RN, mas também toda a sociedade conheçam sobre esse fenômeno causador de desinformação, evitando a disseminação de informações fraudulentas. Isso ajuda a diminuir os estragos causados por elas”.
A Cartilha sobre fake news e o Infográfico de como avaliar e identificar uma informação falsa – também publicado no site da Sead – são produtos da pesquisa de inovação “Servidores Públicos do Estado do RN Competentes em Informação: elaboração e realização de cursos sobre fake news no enfrentamento à desinformação”. O estudo é desenvolvido pela bibliotecária documentalista Silvana Souza da Silva, que integra o rol de pesquisadores bolsistas de convênio celebrado entre a Sead/EGRN e a Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) – Edital nº 05/2020.
“É de suma importância que as pessoas criem o hábito de refletir sobre as informações que recebem antes de disseminá-las. Pois só dessa forma vamos conseguir diminuir as mazelas que as fake news nos trazem em todos os contextos da sociedade”, afirmou a pesquisadora.
O conteúdo da cartilha engloba uma breve contextualização do surgimento das fake news, de que forma geralmente se apresentam – se em uma sátira ou paródia, conteúdo enganoso, falso contexto, etc. – e as principais áreas que comumente são alvos de notícias falsas (Política, Saúde, Ciência, Entretenimento, Religião e Propagandas). Também é possível conferir na publicação uma lista de sugestões de agências de checagem, especializadas em descobrir e investigar informações suspeitas de inveridicidades, dentre elas o RN Fato ou Fake, canal criado em 2021 para tirar a limpo o que é verdade e o que é mentira no âmbito norte-rio-grandense.

 

 

É falso que prefeitura de Mossoró tenha cancelado show de Wesley Safadão

Não procede uma nota divulgada em redes sociais e grupos de WhatsApp dando conta de que a prefeitura de Mossoró teria cancelado o show de Wesley Safadão.
O Blog Na Boca da Noite consultou a prefeitura, que afirmou tratar-se de uma fake news.
Embora o Ministério Público venha questionando o pagamento dos cachês de Wesley Safadão e Xandy Avião, que somados chegam a R$ 1 milhão, uma audiência de conciliação está prevista apenas para amanhã.