O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), realiza o monitoramento dos principais reservatórios responsáveis pelo abastecimento e atendimento às diversas necessidades de uso dos municípios potiguares. O Relatório dos Volumes dos Principais Reservatórios do RN, divulgado nesta segunda-feira, 20 de maio, indica que a barragem Umari, localizada em Upanema, atingiu 100% da sua capacidade.

Umari é o terceiro maior reservatório do RN, com capacidade para 292.813.650 m³. No ano passado o manancial teve sua sangria registrada no dia 09 de abril. A água vertida pelo sangradouro percorre o rio do Carmo, que se encontra com o Rio Mossoró e deságua no mar em Areia Branca.

Outro reservatório monitorado pelo Igarn que sangrou na madrugada desta segunda-feira, foi o açude Morcego, localizado em Campo Grande. O manancial possui capacidade para 6.708.330 m³.

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que correspondem à somatória dos volumes dos reservatórios monitorados pelo Igarn, acumulam 3.453.678.835 m³, o que representa 76,36% da capacidade total, que é de 4.438.663.499 m³.

Maior reservatório dp RN,a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.941.002.478 m³, correspondentes a 81,79% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.000 m³.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, acumula 487.358.920 m³, percentualmente, 81,27%, da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³.

Até o momento, 25 reservatórios monitorados pelo Igarn já atingiram 100% da sua capacidade no período de chuvas no interior do RN. Atualmente, são 18 os mananciais que permanecem com a capacidade máxima de acúmulo de água, são eles: Umari, em Upanema; Mendubim, em Assu; Campo Grande, em São Paulo do Potengi; Pataxó, em Ipanguaçu; Apanha Peixe, em Caraúbas; o açude público de Riacho da Cruz; Santo Antônio de Caraúbas, em Caraúbas; Passagem, em Rodolfo Fernandes; Beldroega, em Paraú; Malhada Vermelha, em Severiano Melo; Morcego, em Campo Grande; o açude Público de Encanto; Riachão, em Rodolfo Fernandes; Curraes, em Itaú; Corredor, em Antônio Martins; Tesoura, em Francisco Dantas; Dinamarca, em Serra Negra do Norte; e Sossego, em Rodolfo Fernandes.

Os mananciais que estão com mais de 90% da sua capacidade são: Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari, com 97,69%; Trairi, em Tangará, com 99,32%; o açude público de Cruzeta, com 90,31%; Dourado, com 98,17%; Gangorra, em Rafael Fernandes, com 98,20%; Flechas, em José da Penha, com 91,30%; Santa Cruz, com 94,47%; Novo Angicos, em Angicos, com 94,32%; Pinga, em Cerro Corá, com 94,43%; e o açude público de Currais Novos, com 99,61% da sua capacidade total.

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo