Técnicos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), realizaram, nesta segunda-feira (8), uma visita técnica ao município de Ipanguaçu, em estado de calamidade pública pela situação atual de comunidades inundadas, afetadas pelas fortes chuvas. O objetivo da reunião foi apoiar tecnicamente a Secretaria Municipal de Saúde na realização de um diagnóstico situacional da situação vivenciada pelo município. Atualmente existem quarenta e uma família nas escolas municipais e estaduais.

A Prefeitura Municipal de Ipanguaçu, no Oeste potiguar, decretou estado de calamidade pública em áreas afetadas por chuvas intensas. De acordo com a prefeitura, a incidência de chuvas intensas causou transbordamento de açudes, alagamento de imóveis, perdas de pertences dos moradores, além de crateras abertas, quedas de árvores e redes de drenagem afetadas.

Estiveram presentes à reunião o subcoordenador de Vigilância Sanitária da Sesap, Thiago Raulino, a técnica do Núcleo de Vigilância em Saúde Ambiental Relacionada aos Riscos Decorrentes de Desastres (VIGIDESASTRES) da SUVAM, Maria Cristiana da Silva Souto; a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica – SUVIGE, Cintia Higashi, subcoordenadora de Atenção Primária em Saúde da Sesap, Uiacy Alencar; Ana Paula Campinho Teixeira Cruz – Enfermeira do Trabalho (SUVIST/SESAP), Gustavo Soares de Araújo (SUVAM), gerente da II Ursap, Emiliana Bezerra Cavalcanti, a assessora técnica e fiscal da Vigilância Sanitária da II Ursap, Teresa Emanuelle Pinheiro Gurgel e a referência do Programa de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua) da II Ursap, Ana Karina Dantas S. Fernandes.

Presentes também o prefeito de Ipanguaçu, Remo da Fonseca Silveira, a secretária municipal de saúde, Elizeuda Silva,o chefe do Gabinete Civil e Coordenador da Defesa Civil, André Cortez, a Secretária Municipal de Assistência Social, Hingrid Rayara, a coordenadora da Atenção Primária à Saúde e coordenadora de Imunização, Yasmim Mariana, a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Sarah Montenegro, o vereador Fonseca Filho, o representante do mandato do deputado federal, Fernando Mineiro (PT-RN), professor Joildo Lobato e a coordenadora dos Agentes de Controle das Endemias, Madalena Siqueira. (Fonte: Assessoria de Comunicação Social da II URSAP)

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo