O prefeito Allyson Bezerra (União Brasil) antecipou o lançamento da Festa do Bode 2024 para omtem, 17/5. O objetivo foi a tentativa de criar narrativa positiva e minimizar o impacto negativo das denúncias sobre a avalanche de ilegalidades em sua gestão.

A ideia, no entanto, não resolveu o objetivo esperado. Além de o fato gter gerado pouca mídia, chamou a atenção o isolamento do prefeito. Poucos foram os políticos que aceitaram o convite para participar do Mise en Scène.

Para se ter ideia do esvaziamento da classe política, apenas 3 vereadores governistas estiveram prestigiando o ato: o inseparável Raério Araújo, o acuado Genilson Alves e o imberbe Lucas das Malhas. Todos do União Brasil.

Não é demais lembrar que o prefeito tem nada menos que 14 vereadores em sua base, e todos do seu partido (aliás, condição imposta por Allyson para quem quisesse continuar na bancada governista).

Embora muitos estejam insatisfeitos com o prefeito, o que contribuiu para o afastamento são as muitas irregularidades que tem sido descobertas na gestão. Nesse período de pré-campanha, ninguém quer ter seu nome atrelado a uma gestão sobre a qual pesam inúmeras suspeitas de irregularidades.

Recentemente, os parlamentares governistas, em sua imensa maioria, abandonaram seus compromissos em Mossoró para acompanhar o prefeito no lançamento do Mossoró Cidade Junina, em Natal. Agora, se recusam a ir até o Parque Armando Buá. Tem medo de dar bode.

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo