O Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) publicou a Carta Patente de Morsa Para Fixação de Enxerto para Testes de Tração em Máquina Univeral de Ensaios, invenção criada por equipe de professores da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).
O Boca da Noite já havia publicado a conquista da patente pela equipe da universidade, composta por Diego Atiel de Lima, Lana Lacerda de Lima, Marcos Vinícius da Silva Lavor e Rodrigo Nogueira de Codes. A patente tem validade de 15 anos, contados de agosto de 2022.
A morsa se constitui em modelo de utilidade para ser usado em equipamentos ou ferramentas para ensaios experimentais cirúrgicos, mais especificamente aqueles do campo da ortopedia, especialmente, mas não exclusivamente, em procedimentos de reconstrução ligamentar do joelho, como a reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA).

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo