O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB/AL)revelou há pouco à imprensa que a entrega do relatório da comissão deverá atrasar e será entregue em 5 de outubro. Inicialmente, a entrega estava prevista para o final dessa semana.

Renan justificou o atraso com os últimos acontecimentos registrados. Na sexta-feira passada, 17/9, a Polícia Federal (PF) realizou operação de busca e apreensão de documentos em endereços da Precisa Medicamentos, uma das empresas investigadas pela CPI por supostas irregularidades na negociação de vacinas com o governo federal.

Além disso, o núcleo maior da CPI, composta por senadores de oposição e independentes, ainda alimenta a esperança de ouvir a ex-mulher do presidente Bolsonaro (sem partido), Ana Cristina Valle, e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O relatório final deverá trazer listas de crimes cometidos pelo presidente na condução da pandemia da covid e Renan Calheiros alimenta a esperança de que o documento não seja engavetado pelo procurador geral da República, Augusto Aras.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo