A Prefeitura de Mossoró e Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançaram, nesta sexta-feira (13), a pedra fundamental para a construção da Casa da Mulher Brasileira no município. A unidade será construída na Estrada da Raiz em terreno do município. A Casa da Mulher Brasileira tem como principal objetivo ajudar no combate à violência contra a mulher, ofertando as vítimas vários serviços e amplo apoio. O lançamento é uma das atividades da campanha Agosto Lilás, que é mobilização de conscientização sobre a violência doméstica.

A unidade da Casa da Mulher Brasileira será construída em terreno cedido pela Prefeitura de Mossoró, que fica localizado nas proximidades do Centro Especializado de Reabilitação (CER). A construção terá investimento no Governo Federal no valor de R$ 1,4 milhão. Os recursos estão assegurados pela Caixa Econômica. A previsão é que as obras sejam iniciadas em até três meses com prazo de execução de um ano e seis meses.

A Casa da Mulher Brasileira é uma estratégia do Governo Federal para reduzir a violência contra a mulher. A unidade é um espaço que reúne diversos serviços de atendimento às mulheres em situação de violência, dentre eles, acolhimento e triagem, apoio psicossocial, delegacia especializada, Promotoria de Justiça especializada, Núcleo Especializado da Defensoria Pública, Juizado de Violência Doméstica, alojamento de passagem, brinquedoteca, central de transporte e ações de autonomia econômica. No espaço, as mulheres também são incentivadas a participar de cursos para alcançar a autonomia financeira, uma ferramenta de apoio para dar independência econômica às vítimas, já que muitas dependem financeiramente do agressor.

O equipamento será gerido pela Prefeitura de Mossoró por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude. “A Casa da Mulher Brasileira é um importante instrumento em defesa das mulheres, contra a violência de gênero e a violência contra as mulheres. Com certeza vai melhorar nossa rede, ampliar e dar mais assistência para as mulheres em situação de violência. Quando estiver pronta deverá funcionar sete dias por semana e 24 horas, trazendo proteção, acolhida e, principalmente, dar as mulheres oportunidade para recomeçar”, informou a secretária de Desenvolvimento Social Janaína Holanda.

Participaram da solenidade de lançamento a secretária nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, o vice-prefeito Fernandinho, o deputado estadual Albert Dickson (PROS-RN), a secretária das Mulheres Juventude e Igualdade Racial Júlia Arruda, vereadores de Mossoró, secretárias e secretários municipais.

 

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo