O Rio Grande do Norte alcança mais um marco importante para a saúde pública, desta vez na área cardiovascular. O projeto de cuidado e tratamento de infarto nas portas de urgência e emergência, batizado de Sprint, alcançou a marca de 200 vidas atendidas.

A ação é parte da Linha de Cuidados do Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), lançada em abril de 2022. O projeto Sprint qualifica profissionais de saúde para o reconhecimento do mal súbito e para adoção de medidas para ampliar a abordagem diagnóstica e terapêutica.

Desde a implantação do projeto, 200 pacientes foram submetidos à trombólise, um procedimento que utiliza medicação (trombolíticos) para dissolver um coágulo. Através do projeto Sprint, que já está implantado em sete das oito regiões de saúde do RN, foi possível criar uma rede autossustentável dentro do SUS, com fluxos e rotas bem definidas, com o uso de um conjunto de ferramentas ofertado pela companhia farmacêutica alemã Boehringer Ingelheim (habilitada pelo Ministério da Saúde) aos serviços que fazem uso de trombolíticos. Quando iniciado de forma rápida em pacientes com infarto agudo, o tratamento aumenta as chances de reduzir as sequelas e prevenir complicações futuras.

Desde 2022, já foram capacitados mais de mil profissionais, entre médicos, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos, com foco no atendimento do paciente infartado, visando ao melhor tempo-resposta no tratamento e proporcionando mais qualidade, resolutividade e humanidade à assistência aos pacientes com doenças cardiovasculares.

Através da plataforma Join, implementada pela Sesap, pacientes que chegam às portas de emergência podem contar com a avaliação de um cardiologista por meio da ferramenta, o que permite aos profissionais a tomada de decisões mais rápidas sobre o tratamento. As unidades de saúde contempladas com o projeto receberam um tablet com conexão à internet, para facilitar a comunicação com o centro de hemodinâmica.

O infarto agudo do miocárdio é a principal causa de óbito no país. De 40 a 65% das pessoas falecem na primeira hora de início dos sintomas e 80% falecem nas primeiras 24 horas. Dessa forma, é muito importante que a população esteja atenta aos sinais e sintomas do infarto, como dor no peito em aperto que não passa no repouso e que irradia preferencialmente para o braço esquerdo, muitas vezes associado à náusea, vômito, falta de ar súbita e suor frio.

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo