O vereador Lamarque Oliveira (PSC) realizou ataques à imprensa de Mossoró, classificando-a como “fajuta”. A denominação pejorativa foi atribuída aos órgãos de comunicação locais pelo parlamentar na sessão ordinária desta terça-feira, 21/9.
Ao tentar se solidarizar com o vereador Raério Araújo (PSD) acusado pelo Ministério Público (MP) de manter 3 filhas com cargos comissionados na prefeitura de Mossoró, Lamarque passou a fazer ataques à imprensa.
“Aqui eu quero deixar um recado à imprensa que é paga pela oposição. Eles estão sendo pagos para falar mal da atual gestão. Nunca estará bom para eles porque eles não estão hoje na situação de apoiar o governo e sim de atacar com fake news”, criticou o vereador sem, no entanto, atentar para o fato de que quem fez a recomendação para que se cessasse a situação de nepotismo foi o MP e não a imprensa.
“Nota zero para essa imprensa fajuta que está sendo paga para falar fake news e é uma vergonha até para o rol desses caras que hoje falam mal e procuram notícias para falar mal de homens públicos que estão trabalhando para melhorar nossa cidade”, complementou.
Lamarque generalizou, colocando todos os veículos de comunicação na vala comum do que considerou como órgãos de comunicação que são pagos para falar mal de um ou outro determinado político.

Lamarque não especificou quais veículos de imprensa estariam sendo pagos para perseguir homens públicos de bem, nem apresentou provas de suas acusações.
Ao retomar sua fala, Raério Araújo, por sua vez, fez questão de fazer a ressalva. “Eu quero deixar bem claro que não são todos, não é toda a imprensa de Mossoró. Não são todos os blogueiros de Mossoró”, enfatizou.

O vereador Lamarque e o seu partido estão sendo investigados pela suposta utilização de candidaturas laranjas nas eleições do ano passado.

Veja abaixo o vídeo com as acusações de Lamarque:

 

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo