A Coordenação de Fisioterapia, em parceira com o Núcleo de Educação Permanente, do Hospital  Regional Tarcísio Maia (HRTM-NEP), promove hoje (17) e amanhã (18), um ciclo de palestras para os  fisioterapeutas lotados nos hospitais regionais de Mossoró,  Açu, Pau dos Ferros,  Apodi  e Caraúbas, sobre “Mobilização Precoce em Pacientes Críticos no Ambiente da Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”.

As palestras serão desenvolvidas em três momentos, começando às 19h dessa sexta-feira, no auditório da Segunda Unidade Regional de Saúde (II URSAP), com o tema em discussão: “Mobilização Precisa – Compartilhando Experiências no Rio Grande do Norte e na Bahia”, nesse momento com uma mesa- redonda.

A mesa-redonda será composta por Helder Brito Duarte, vindo de Salvador – Bahia. Ele é especialista em terapia pelo Programa de Residência em Fisioterapia Hospitalar, com ênfase em terapia intensiva, do Hospital Geral Roberto Santos. Professor da Pós Graduação em Fisioterapia Intensiva da Faculdade Santa Casa de Misericórdia, em Salvador-BA.

Também na mesa, Ivanizia Soares da Silva, Doutora em Fisioterapia, responsável técnica do Serviço de Fisioterapia do HMN, e coordenadora da fisioterapia das UTIs do HMN, Membro da Assobrafir/RN. E Matheus Madson, fisioterapeuta do Hospital Tarcísio Maia, com residência em Atenção Básica da Saúde da Família (UERN/PMM), mestrando do Programa Interdisciplinar em Cognição, Tecnologias e Instituições, da UFERSA.

Ainda na mesa-redonda da noite de sexta-feira, Rudolfo Hummel, do Hospital Rafael Fernandes. Mestre em fisioterapia pelo  PPGFisio/UFRN, especialista em fisioterapia respiratória pela UNIFESP.

No sábado, 18, das 8h Às 12h, “Treinamento Muscular Inspiratório/Demame Difícil”; e das 14h às 18h, “Mobilização Precoce do Paciente Crítico”, com as temáticas na responsabilidade do convidado do Estado da Bahia, fisioterapeuta Helder Brito Duarte.

O coordenador do setor de fisioterapia do Tarcisio Maia, Nickson Melo de Morais falou que o ciclo de palestras tem como objetivo principal capacitar os profissionais da fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva, com relação a mobilização precoce em indivíduos que se encontram em estado crítico, um desejo antigo da categoria, e que agora está sendo realizado. “Necessidade antiga das UTIs”, informou Nickson.

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo