Morreu nas primeiras horas desta segunda-feira, 25/12, o jornalista Eduardo Tomé de Souza. Ele tinha problemas no coração e recentemente havia se submetido a uma segunda cirurgia cardíaca em Fortaleza (CE). Eduardo Tomé, que tinha 62 anos, vinha se recuperando bem desse segundo procedimento, mas contraiu uma pneumonia e o quadro clínico dele se agravou.

O jornalista estava internado desde a sexta-feira. Desde então, tinha sofrido 3 paradas cardíacas, e hoje pela manhã não resistiu e acabou falecendo

Eduardo Tomé era natural de Grossos (RN), mas estava radicado há cerca de três décadas em Mossoró, onmde atuou nos jornais O Mossoroense e Gazeta do Oeste, sempre militando na crônica policial.

O corpo do jornalista será velado no início da tarde  no Centro de Velório Sempre, e o sepultamento será às 16h, no Cemitério da Sempre, localizado às margens da RN-117 (estrada que liga Mossoró a Governador Dix-sept Rosado).

Eduardo Tomé deixa a esposa e dois filhos.

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo