Nos alpendres das residências, nas áreas sociais dos condomínios, nas barracas à beira-mar ou nos pontos comerciais do Centro de Tibau, o assunto que tem dominado as rodas de conversa é um só: onde foram parar os recursos recebidos pela prefeitura municipal referentes aos royaltiesa.

De acordo com minucioso levantamento feito pelo Portal Na Boca da Noite, a Prefeitura de Tibau, recebeu, durante o ano de 2023 uma bela quantia dos royalties.
Os números são surpreendentes e deixam muitos questionamentos no ar. Foram quase R$ 30 milhões que entraram nos cofres municipais, mais precisamente R$ 29.065.795,44.
No entanto, o que tem deixado os moradores e vereadores da oposição perplexos é o destino desse montante astronômico. Onde foi parar toda essa dinheirama?
As obras que estão em andamento ou já foram concluídas e inauguradas pela prefeita Lidiane Marques, do partido União Brasil, estão sendo financiadas por recursos provenientes de um empréstimo no valor de R$ 30 milhões, obtido junto ao FINISA.
Em outras palavras, a Prefeitura de Tibau recebeu quase R$ 30 milhões em royalties somente no ano passado, e mesmo assim, optou por contrair um novo empréstimo de igual valor.
Essa situação alarmante tem gerado indignação na população e levantado sérias questões sobre a transparência e a gestão responsável dos recursos públicos.
É imprescindível que os vereadores do município e o Ministério Público Federal intervenham nessa situação urgentemente.
Afinal, além dos vultosos recursos dos royalties, a gestão municipal optou por deixar Tibau com uma dívida ainda maior, comprometendo o futuro financeiro da cidade e a qualidade de vida dos seus habitantes.
Por isso, ecoam pela cidade as palavras do ex-candidato a prefeito na eleição passada, Haroldo, que concorreu com Lidiane. Em seu jingle de camopanha, ele trazia a seguinte indagaçãoi “cadê os milhões dos royalties não se faça de esquecida” e finalizava com um sonoro “tchau, querida”.
No entanto, hoje, até mesmo Haroldo parece ter esquecido do que perguntou antes, pois está ao lado da prefeita, inclusive podendo ser o seu vice para a eleição desse ano.
Diante desses fatos, fica evidente a necessidade de uma investigação rigorosa e transparente para esclarecer para a população de Tibau onde foi parar todo esse dinheiro e garantir que medidas sejam tomadas para evitar o desperdício e o mau uso dos recursos públicos.

O Boca da Noite questionou a prefeitura, via chefia de Gabinete, pedindo um detalhamento do uso desses recursos. Ainda não tivemos resposta ao pedido feito.

Veja abaixo os extratos dos repasses:

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo