O XX Fórum do Cangaço, o III Diálogos Paulo Gastão e a exposição “Expressões do Cangaço”, realização da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço em parceria com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), ocorrem entre 13 e 15 de junho.

Este ano o tema é “O sertão entre cangaceiros e volantes”, cuja programação será apresentada no auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (Fafic) e no Museu Histórico Lauro da Escóssia.

De acordo com o professor do Departamento de História do Campus Mossoró, Lemuel Rodrigues, responsável pelo Fórum, o temática é especial, porque faz uma reflexão da violência não só dos cangaceiros, mas também dos volantes, a força policial da época.

“Existem relatos que eles agiam com a mesma violência que os cangaceiros quando chegavam em alguma residência para obter as informações esperadas por eles”, explicou.

Há ainda uma mesa sobre a lendária figura de Jesuíno Brilhante. Alguns pesquisadores atribuem a ele a figura do primeiro cangaceiro da região; outros negam que ele tenha sido cangaceiro.

Para completar, há ainda uma exposição de fotografias, aberta ao público. Os dois eventos serão simultâneos.

O Fórum contará com a participação de pesquisadores de diversas áreas, como história, antropologia, sociologia, entre outras. O objetivo é trazer uma visão mais objetiva e completa sobre o cangaço e seu impacto na sociedade brasileira.

Será um espaço aberto para a discussão de temas relacionados a esse período histórico. A ideia é que seja um ambiente de troca de ideias e experiências entre pesquisadores e estudiosos interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre o cangaço.

Além disso, o fórum pretende ser um espaço de divulgação de pesquisas e projetos relacionados ao cangaço, promovendo a difusão do conhecimento sobre a história do Nordeste brasileiro.

Confira a programação aqui.

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo