A governadora Fátima Bezerra (PT/RN) sancionou há pouco, durante assembleia universitária, a lei 10.998/2021, que acaba com a composição de listas tríplices para escolha de reitor e vice-reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

“Eu quero aqui tendo, a comunidade universitária e acadêmica, como testemunha, dizer com orgulho que esta é e foi a última lista tríplice dessa instituição, uma vez que vou sancionar hoje, nesse momento solene, o projeto de lei que determina as eleições diretas para a UERN e reconhece como soberana a chapa eleita pela comunidade universitária”, discursou, antes de sancionar a lei, acrescentando que na “UERN, lista tríplice nunca mais”.

Com a sanção da lei, agora, a vontade soberana da comunidade acadêmica ao votar nos candidatos de sua preferência, será plenamente respeitada, uma vez que os que se consagrarem vencedores terão garantida sua nomeação e posse nos cargos para os quais forem eleitos.

O projeto de lei foi proposto à Assembleia Legislativa pela própria governadora. O parlamento estadual aprovou e hoje, nas comemorações dos 53 anos de existência da UERN, Fátima Bezerra o sancionou.

Até esse ano, não havia eleição para escolha de reitor e vice da UERN, mas consulta à comunidade acadêmica para composição das listas, cabendo ao governador(a) do Estado, chanceler da universidade, nomear qualquer um dos três nomes que integravam as listas, independente da posição em que tenha ficado na mencionada consulta.

A decisão da governadora de acabar com as listas tríplices contribui não apenas para fortalecer o processo democrático na UERN, mas para reafirmar o respeito à participação dos segmentos acadêmicos na vida da universidade, fundamentais para o engrandecimento da instituição.

 

 

 

Nosso e-mail: redacaobocadanoite@gmail.com

 

 

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo