Classificando a iniciativa como um momento histórico, a governadora Fátima Bezerra assinou na sexta-feira (29/8), em solenidade realizada na Reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), o Termo de Cessão do Teatro Lauro Monte Filho para a instalação do Centro Cultural do Banco do Nordeste em Mossoró. A expectativa é que a administração do espaço comece em 2024 e seja um polo para os espetáculos que circularão nos demais centros culturais do BNB, fomentando a cultura produzida em Mossoró e em todo o Rio Grande do Norte. O investimento inicial é de R$ 1,5 milhão.

“Para a gente é uma alegria estar aqui com o Banco do Nordeste, e Mossoró ser essa referência cultural da região. Já tivemos um primeiro contato e ficamos impressionados com o porte do teatro. Precisaremos fazer algumas adequações para melhorar. Nosso propósito é fazer ambiência de cultura e uma ponte com as empresas e artistas para alavancar cada vez mais a cultura do Rio Grande do Norte”, destacou Murilo Albuquerque, gerente executivo do Centro Cultural Banco do Nordeste.

Com capacidade para 500 lugares, o Teatro Lauro Monte filho é mantido pelo Governo do Estado por meio da Fundação José Augusto e a cessão concede ao Centro Cultural Banco do Nordeste Mossoró (CNBNB) espaço que estabelece novas pontes entre vários saberes e abraça a diversidade de conceitos e estilos artísticos.

Para a secretária de Cultura, Maryland Brito, o trabalho vem sendo intenso. “Estamos de fato dando um passo muito significativo. É uma porta para outros estados e para outros palcos conquistados, e isso nos ajuda a abrir novos editais e novas referências. Teremos mais acesso à formação e muito sonho para ser realizado”, destacou.

Foi iniciado a agenda de um grupo de trabalho, integrado pela FJA, Gabinete Civil, BNB e UERN, para estabelecer o cronograma para implantação do centro no Teatro Lauro Monte, ação que coloca os artistas do Rio Grande do Norte no roteiro do programa cultural desenvolvido há vários anos pelo Banco do Nordeste.

O gerente do Banco do Nordeste destacou sobre a importância de ocupar e dialogar com o município e com a sociedade. “São 560 atividades por ano. O Banco trabalha territorialmente. Estrategicamente queremos chegar a pelo menos 10 territórios no Estado para expandir. Olhando para além das produções culturais, o fomento e a capacitação dos artistas”, destacou Murilo Albuquerque. Ele citou ainda a chegada de diferentes editais, como os do Projeto Galerias Urbanas para circulação das artes visuais.

Os recursos deverão ser utilizados no CCBNB de Mossoró e pontualmente em outros municípios do RN, fomentando a geração de emprego e renda. A iniciativa terá como parceira a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), que terá a marcação de pautas gratuitas para atividades acadêmicas e culturais.

“Hoje Mossoró é um Polo Universitário e a parceria da UERN com o Teatro vem para somar. A chegada do BNB e a revitalização do Lauro Monte significa revitalização da cultura e da nossa arte. Nós, da UERN, prezamos pela formação humana, científica e técnica. E só conseguimos alcançá-la com uma conexão com a cultura. Esta agenda ficará para a história do Rio Grande do Norte quando conseguimos nos ver de fato e pensar na qualidade de vida do povo potiguar”, disse a reitora da UERN Cicília Maia.

O Centro Cultural de Mossoró se integrará aos centros do BNB já existentes, localizados nos municípios de Sousa (PB), Fortaleza (CE) e Juazeiro do Norte (CE), colocando o RN no circuito das apresentações artísticas de dança e música, promovidas pelos editais lançados pelo banco.

A solenidade também contou com a presença do diretor da FJA Gilson Matias; do superintendente do Banco do Nordeste no Rio Grande do Norte, Jeová Lins; do gerente de relacionamento do BNB, Sérgio Freire; da prefeita de Baraúna, Divanize Alves de Oliveira; do deputado federal Fernando Mineiro; das deputadas estaduais Isolda Dantas e Divaneide Basílio; de Ivanilson de Souza Maia, secretário-adjunto do Gabinete Civil do Governo do Estado; e de representantes da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, entidades que integram a parceria para a implantação do Centro Cultural e representantes da cultura do Rio Grande do Norte.

 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De Volta ao Topo